Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Um paciente de 6 anos de idade foi internado na enfermaria pediátrica com linfadenomegalia cervical e axilar do lado direito. Alguns gânglios estavam ulcerados e fistulizados, drenando secreção ganglionar. Das doenças citadas abaixo, assinale aquela que menos provavelmente apresenta esta evolução:

A
Tuberculose.
B
Doença da arranhadura do gato.
C
Febre da moderdura do rato.
D
Esporotricose.
E
Paracoccidioidomicose.
Assinale a alternativa que apresenta um medicamento que NÃO é utilizado para profilaxia da migrânea.
Com relação à cefaleia na sala de emergência, identifique se as afirmativas a seguir são verdadeiras (V) ou falsas (F). ( ) Pode ser primária ou secundária, sendo necessário exame complementar para classificá-la. ( ) As cefaleias mais frequentes na emergência são as do tipo migrânea e tensional, que podem receber o mesmo tratamento agudamente. ( ) Se acompanhadas de sinais autonômicos, frequentemente são secundárias. ( ) Se associada à náuseas e vômitos, deve ser investigada. Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo.
Uma paciente de 50 anos de idade que já foi submetida à quimioterapia sistêmica para linfoma apresenta hematúria macroscópica. O agente quimioterápico que pode causar cistite hemorrágica é:
Responda a próxima questão considerando o caso clínico que segue. Paciente do sexo masculino, 38 anos, pedreiro, casado, natural e procedente de Natal, é admitido em pronto-socorro queixando-se de dor abdominal difusa e febre alta, que se seguiu a sonolência. O acompanhante revela que o quadro se instalou nas últimas 48 horas e que o paciente é portador de cirrose hepática de etiologia alcoólica. Ao examiná-lo, o médico evidencia sonolência, miose, taquisfigmia, temperatura de 38 graus centígrados, torpor. Não há sinais de irritação meningo-radicular. A ausculta cardiopulmonar não acrescenta novos dados. O exame abdominal revela ascite tensa. A intervenção terapêutica correta para esse caso é:
Compartilhar