Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia Geral

Um paciente de 70 anos de idade, com insuficiência hepática compensada, pesando 65 kg, foi operado de uma hérnia inguinal, sob anestesia local. O anestésico disponível é a lidocaína 2% com vasoconstritor. O paciente é monitorizado e recebe 5 mg de midrazolan para sedação. O cirurgião infiltra a região inguinal usando 20 ml do anestésico e, 5 minutos após, o paciente apresenta tremores musculares, náuseas, hipotensão, bradicardia e torna-se confuso. Qual deve ser a conduta do cirurgião?

A
Administrar mais 5 mg midrazolan para aumentar a sedação do paciente.
B
Iniciar rapidamente com trombolítico e colher enzimas cardíacas.
C
Administrar O2 a 100% sob máscara, colocar paciente em Trendefenburg.
D
Elevar cabeceira da mesa, aumentar a hidratação e realizar a cirurgia o mais rápido possível.
Dados disponíveis mostram que a sífilis congênita continua sendo um grande problema de saúde pública, no Brasil é de notificação obrigatória desde 1986. A sífilis congênita pode ser transmitida ao concepto em qualquer fase da gravidez. Pode ser classificada conforme a idade de apresentação clínica em precoce e tardia. Podemos afirmar que as manifestações clínicas mais frequentes encontradas na forma tardia são:
Criança de 8 anos vem acompanhada pelos pais para avaliação. Tanto os pais quanto professor da escola relata que o mesmo é desatento, hiperativo e impulsivo. Quanto ao quadro acima referido é correto afirmar:
Mãe de paciente de 6 anos, masculino, procurou o otorrinolaringologista, encaminhada pelo pediatra, queixando-se que no último ano a criança vinha apresentando dificuldade de concentração na escola e queda do rendimento escolar. Tinha história ainda de roncos noturnos, respiração bucal de suplência e episódios de pausas respiratórias frequentes, durante o sono. Ao exame físico: fácies de respirador bucal. Otoscopia: OD = OE. Membrana timpânica opaca, retraída, com nível líquido e bolhas hidroaéreas. Tonsilas palatinas grau III. Exames complementares: Polissonografia: IAH: 10 eventos/h, SaO? mínima: 85%. Audiometria tonal: perda de audição condutiva bilateral, com diferença aereo-óssea média de 25 dB. Videonasofibroscopia: tonsila faríngea ocluindo 90% das coanas. Assinale a melhor conduta para o caso.
Uma criança de seis anos de idade, com retardo mental, apresenta diarreia, dor abdominal epigástrica de forte intensidade e flatulência. Há uma semana apresenta rash eritematopapular pruriginoso e sintomas asmatiformes. Qual a parasitose mais provável e o tratamento correspondente associado a esse quadro?
Compartilhar