Questões na prática

Clínica Médica

Hematologia

Um paciente de 75 anos, cardiopata, vítima de atropelamento em via pública, é levado ao pronto-socorro em estado de choque, com palidez cutâneo mucosa, sudorese, baixa perfusão e FC de 98 bpm com PA de 90x60 mmHg. Reclama de muita dor abdominal e fica repetindo incessantemente que vai morrer. Frequência respiratória de 23 irpm com ausculta pulmonar normal bilateralmente. Com a infusão de 2000ml de Ringer lactato, sua pressão estabiliza com 100x70 mmHg com FC de 88 bpm. É realizado USG (FAST) nos três compartimentos e é detectado líquido em moderada quantidade no abdome e a tomografia de abdome evidencia uma lesão hepática grau III com moderada quantidade de líquido livre na cavidade. Qual deve ser a conduta frente a esta situação? Dez dias após o acidente, o paciente encontra-se com anemia grave e com descompensação cardíaca. O médico assistente decide corrigir a anemia. Qual ou quais os componentes sanguíneos são indicados?

A
Somente concentrado de hemácias.
B
Concentrado de hemácias e plasma expansor.
C
Concentrado de hemácias e albumina.
D
Concentrado de hemácias e plasma fresco.
Qual dos achados abaixo não sugere vertigem periférica?
Em relação à massagem cardíaca durante a reanimação em sala de parto, É CORRETO afirmar que:
"Padilha (Ministro da Saúde) chamou a atenção para o crescimento dos casos de câncer de cólon e reto, que hoje ocupa o segundo lugar no ranking dos tipos mais frequentes entre mulheres (atrás dos tumores de mama) e o terceiro entre homens (depois das neoplasias de próstata e de traqueia, brônquio e pulmão). Noronha atribui o aumento a vários fatores: obesidade, sedentarismo, envelhecimento e alimentação inadequada. Diante dos números, Padilha afirmou que um grupo deverá avaliar a possibilidade de se fazer o rastreamento desse tipo de câncer na população, a exemplo do que ja é feito com câncer de colo de útero. O coordenador do Inca contou que poucos países, como França e Noruega, adotam essa estratégia atualmente. No Brasil, exames mais simples, como o para identificação de câncer de colo de útero, apresenta sérias falhas de aplicação. Reportagem publicada pelo Estado neste mês mostra que, entre 2011 e 2012, o número de exames para diagnóstico de câncer de colo de útero caiu 4,6%. O Sistema Único de Saúde (SUS) também teve queda no número de mamografias no primeiro semestre do ano, em comparação com o mesmo período de 2012. A queda vai na contramão do plano apresentado há mais de dois anos pela presidente Dilma Rousseff para prevenção dessas duas doenças." Lígia Formenti, O Estado de S. Paulo, 27 Novembro 2013. Sobre o rastreamento de câncer no Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde, assinale a resposta INCORRETA:
O íleo biliar é uma complicação da colecistite crônica que depende:
Compartilhar