Questões na prática

Clínica Médica

Hepatologia

Um paciente de 81 anos, com antecedente de revascularização do miocárdio há 10 anos, procura o pronto-socorro por dor em hipocôndrio direito há 2 horas, após ter comido pizza. Está em bom estado geral, anictérico e afebril. Tem dor à palpação de hipocôndrio direito, mas sem sinais de peritonite. Exames laboratoriais: Amilase, leucograma e bilirrubinas: normais. Fosfatase alcalina: 86 U/L (normal até 60 U/L); Gama-GT: 115 U/L (normal até 100 U/L). Ultrassonografia de abdome: vesícula biliar normodistendida, com paredes de espessura normal e cálculo móvel de 2,5 cm no seu interior; ausência de dilatação de vias biliares. Após analgesia com n-butilescopolamina, o paciente refere desaparecimento da dor. Melhor conduta:

Uma paciente, 22 anos de idade, diarista, moradora de São Sebastião - região administrativa situada a 25 km da rodoviária do Plano Piloto, deu entrada no pronto socorro e refere febre há três dias, acompanhada de cefaleia, mal estar generalizado, dores musculares e prurido. Foi medicada com sintomáticos e teve alta. Retornou após dois dias com ressurgimento dos sintomas, além de vários episódios de vômitos. Ao exame, apresenta bom estado geral, desidratada +/4+, febril e exantema no tronco e MMII. Refere ter tido dengue em 2002, quando morava em Goiânia e apresentou os mesmos sintomas. O clínico suspeita de dengue e adota algumas medidas. Assinale a alternativa incorreta quanto à medida adotada pelo clínico.
Jovem, 23 anos, sofreu acidente automobilístico, apresentando dificuldade respiratória e confusão mental. Exame físico: PA = 60 x 30 mmHg, FC = 60 bpm, respiração diafragmática, Glasgow = 12, tetraplegia. Hemoglobina = 12 g/dl. Pressão venosa central = 6 mmHg. Gasometria arterial (ar ambiente): pH = 7,28, PaCO2 = 60 mmHg. Tomografias computadorizadas de crânio e abdome sem alterações. O DIAGNÓSTICO E CONDUTA SÃO:
Na doença do refluxo gastroesofágico, nós sabemos que o esfíncter esofagiano inferior (EEI) desempenha papel fundamental no que diz respeito à fisiologia normal da junção esofagogástrica. Dentre as opções abaixo, qual a que NÃO representa uma condição que altera o bom funcionamento deste esfíncter?
Lactente de 5 meses submetido a shunt ventriculoperitoneal há 2 meses por hidrocefalia evolui com quadro de meningite bacteriana. Liquor evidenciando leucócitos = 120, polimorfonucleares = 98%, glicose = 35 mg/dl, proteína = 110 mg/dl, Gram = cocos gram-positivos. Os agentes etiológicos mais prováveis para o caso são:
Compartilhar