Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Dermatologia

Um paciente obeso, hipertenso controlado com vasodilatadores, alcoolista, não diabético, trabalha 16 horas por dia como vendedor em um bar da periferia. Refere ter no final do dia pernas que incham e pela manhã estão livres do edema. Há 4 dias, pela tarde, iniciou mal-estar geral caracterizado por dor no corpo, principalmente lombar, associando a dor na cabeça. Algumas horas depois apresentava febre alta e calafrios sendo necessário o agasalhamento. Esta situação se seguiu de dor em queimação intensa na perna esquerda, precedida de prurido, e o local se tornou avermelhado, em uma grande placa circinada que envolvia a região desde o pé até próximo do joelho. Houve aumento do volume da perna. Refere que surgiram adenopatias inguinais e se formaram bolhas, sem sangue, na região eritematosa. Qual o diagnóstico etiológico da síndrome febril?

A
Virose.
B
Insuficiência venosa crônica.
C
Trombose venosa profunda.
D
Erisipela verdadeira.
E
Eritema nodoso.
Recém nascido de 24 horas, prematuro de 35 semanas, portador de sindorme de Down, apresenta vômitos biliosos há 12 horas. Está na UTI neonatal em hidratação venosa e sonda orogástrica com drenagem biliosa. Há relato de polidrâmnio materno. O exame abdominal não revelou anormalidades. Não evacuou e somente eliminou pequena quantidade de mecônio no toque retal. RX simples de abdome evidencia o sinal da dupla bolha. Este quadro indica o diagnóstico de:
Homem, 72 anos, apresenta em ultrassonografia (USG) abdominal de rotina aneurisma de aorta abdominal infrarrenal, sacular com 3,5cm de diâmetro. A conduta mais adequada é:
Com relação as doenças congênitas da árvore biliar, é correto afirmar que:
Paciente do sexo feminino, 25 anos, compareceu ao ambulatório de otorrinolaringologia queixando de otorreia purulenta à esquerda há cerca de 3 anos. Refere que a otorreia é cíclica e piora quando mergulha ou quando fica gripada. Ao exame otoscópico apresenta perfuração na região atical com presença de lamelas. Tomografia computadorizada revela erosão do esporão de chausse. Qual a sua principal hipótese diagnóstica?
Compartilhar