Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Dermatologia

Um paciente obeso, hipertenso controlado com vasodilatadores, alcoolista, não diabético, trabalha 16 horas por dia como vendedor em um bar da periferia. Refere ter no final do dia pernas que incham e pela manhã estão livres do edema. Há 4 dias, pela tarde, iniciou mal-estar geral caracterizado por dor no corpo, principalmente lombar, associando a dor na cabeça. Algumas horas depois apresentava febre alta e calafrios sendo necessário o agasalhamento. Esta situação se seguiu de dor em queimação intensa na perna esquerda, precedida de prurido, e o local se tornou avermelhado, em uma grande placa circinada que envolvia a região desde o pé até próximo do joelho. Houve aumento do volume da perna. Refere que surgiram adenopatias inguinais e se formaram bolhas, sem sangue, na região eritematosa. No caso clínico anterior, que fator pode ser considerado determinante para o aparecimento do quadro clínico febril?

A
Obesidade.
B
Pernas que incham cronicamente.
C
Hipertensão arterial.
D
Problema linfático.
E
Nenhum item acima.
Mulher, 23 anos, tabagista 30 maços/ano, índice de massa corpórea = 30 kg/m², comparece ao seu consultório em uso de Warfarin por trombose venosa profunda no membro inferior esquerdo há 2 meses. Apresenta dosagem de anticardiolipina IgG de 60 unidades GPL. Quanto aos aspectos diagnósticos da síndrome do anticorpo antifosfolípide (SAAF) marque o correto:
Uma criança de 31 semanas de idade gestacional, com mãe com bolsa rota há mais de 24 horas, apresenta sinais de sofrimento fetal. Nasce com anóxia neo-natal grave (Apgar 1° minuto 3; Apgar 5° minuto 6). Aspira mecônio e evolui para pneumonia grave. Constata-se também CIV através de ecocardiograma. Evolui mal no 5° dia é diagnosticado sepse, vindo a falecer no 7° dia, com falência de múltiplos órgãos. As causas básica e imediata do óbito, são respectivamente:
Paciente de 18 anos procura ginecologista referindo ciclos menstruais de 2 em 2 meses, hirsutismo discreto na face e mastalgia. O exame ginecológico pélvico se encontra normal. Dosagens de gonadotrofinas hipofisárias apresentam-se aumentadas. Ultrassonografia mostra ovários discretamente aumentados com presença de inúmeros cistos em sua superfície. Em relação ao provável tratamento desta paciente, qual das drogas abaixo não é utilizada?
Paciente de 38 anos, Gesta 5 para 4,4 partos normais, há 10 horas em trabalho de parto, apresenta-se com 8 cm de dilatação, colo médio e fino, apresentação cefálica no plano -3 de De Lee. Durante acompanhamento do trabalho de parto o obstetra constatou queda da frequência cardiofetal do tipo DIP III e pequeno sangramento vaginal. Qual a melhor conduta?
Compartilhar