Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Hematologia

Um Patologista estava fazendo um estudo de revisão de 145 casos de linfomas não-Hodgkin nodais e extra-nodais. Utilizou a técnica de imunofenotipagem. Tinha cinco frascos de anticorpos monoclonais que marcavam células específicas (entre parênteses): anti-CD45 (todos os linfócitos); anti-CD-20 (expressos em células B); anti-CD2 (todas as células T tímicas e periféricas e em células natural killer); anti-CD33 (todos os progenitores mieloides e nos monócitos); anti-CD4 (células T auxiliares periféricas). Na bateria de exames, qual letra estaria mais correta para estar de acordo com a incidência mundial de linfomas?

A
Positividade para CD45 e todos os outros em igual quantidade.
B
Positividade para CD45 e para CD20 maior que nos outros.
C
Positividade para CD45 e para CD2 maior que nos outros.
D
Positividade para CD45 e para CD33 maior que nos outros.
E
Positividade para CD45 e para CD4 maior que nos outros.
Lucas, 7 meses, não está mais sendo amamentado, pois sua mãe Nicole mudou-se para São Paulo, deixando o bebê sob os cuidados da avó. Lucas nasceu de parto normal, com 35 semanas de gestação, pesando 2.300 gramas. Vivem em casa própria (de material aproveitado) no Pirambu (bairro da periferia de Fortaleza), a avó, 2 filhas solteiras, Lucas e mais 3 crianças de 2, 3 e 5 anos. A renda mensal da família é de R$ 150,00 reais que uma das filhas recebe como “flanelinha”. Considerando a idade de Lucas e as condições familiares, qual o esquema alimentar mais eficaz para o adequado crescimento e desenvolvimento de Lucas:
Fabiana, 14 anos, veio acompanhada com a mãe à consulta com seu médico de família. Fabiana queixa-se de “espinhas” e muito preocupada, pois ainda “não ficou menstruada e todas as amigas já ficaram”. Ao examinar Fabiana, o médico avaliou de acordo com a classificação de Tanner, que Fabiana se encontrava nos estádios M3, P3. Peso: 46Kg e Estatura: 1,55 m. Ao examinar Fabiana em posição ortostática, tronco ereto e face posterior do tronco para o examinador, percebeu discreta assimetria dos ombros e escápula direita proeminente. Ao solicitar que Fabiana realiza-se uma inclinação toracoabdominal no sentido anterior, verificou discreta assimetria na parede torácica. Fabiana não referiu dor lombar ou em qualquer ponto da coluna vertebral. O MFC solicitou RX da coluna (ântero-posterior e perfil) tendo como resultado: ângulo de Cobb igual a 10°. Qual a principal hipótese diagnóstica e conduta mais adequada?
De acordo com a classificação de Bismuth para o colangiocarcinoma, aquele que tem localização alta, comprometendo o ducto direito e não infiltrando o ducto esquerdo é o tipo:
Paciente de 42 anos, com queixa de fogachos intensos e frequentes, irritabilidade, nervosismo e sudorese excessiva. Apresenta ciclos menstruais normais. Para esclarecimento diagnóstico, deve-se solicitar dosagem de:
Compartilhar