Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Um residente (R3) de ginecologia atende uma mulher em idade reprodutiva. A paciente se queixa de “dor à evacuação” e demonstra muita preocupação, pois observou sangue nas fezes. A seguir realizou uma colonoscopia com resultado normal. Referia também ciclos menstruais irregulares. Após solicitar alguns exames complementares, o residente esclareceu a paciente de que se tratava de uma endometriose do tipo:

A
Endometriose Peritoneal.
B
Endometriose Septo Reto-Vaginal.
C
Endometriose Vesical.
D
Endometriose Ovariana.
E
Endometrioma do Ovário
Criança de quatro anos de idade com queixa de febre alta (39,8ºC) há mais de sete dias inicia edema de dorso de mãos e pés e “rash” cutâneo há um dia. Apresenta congestão conjuntival, língua em framboesa e exantema difuso em mucosa oral e faríngea. Hemograma apresenta leucocitose com desvio nuclear à esquerda. O diagnóstico mais provável é:
Criança de baixa estatura e peso deficiente, com pais de baixa estatura, tem história clínica, exame físico, idade óssea e QI normais. Seu peso e estatura estão mantidos no percentil 10. A melhor conduta a adotar é:
Rn do sexo masculino, com 32 semanas, apgar 7/8 nascido de parto cesáreo, de mãe com doença hipertensiva crônica, está internado na UTI em CPAP nasal, há 6 dias. Começou a apresentar letargia, instabilidade térmica, hipoperfusão periférica e distensão abdominal. Já estava sendo alimentado por sonda orogástrica, com fórmula para prematuro. O Rx de abdome demonstrou edema de parede intestinal e pneumatose intestinal. A hipótese mais provável é:
Um paciente dá entrada no pronto-socorro referindo que, após esforço físico, começa a apresentar dor torácica intensa. Está dispneico, com estase jugular, PA inaudível, pulsos filiformes e MV abolido no hemitórax esquerdo. Qual procedimento a ser adotado e o que deve ter ocorrido?
Compartilhar