Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Um viajante realiza uma refeição fugaz em restaurante de beira de estrada, alimentando-se, basicamente, de saladas e queijos. Cerca de 24h após desenvolve diarreia aquosa, com cólicas. Admitindo a hipótese de intoxicação alimentar bacteriana, você consideraria como agente causal mais provável:

A
E. coli enterotoxigênica.
B
Staphylococcus aureus.
C
Clostridium perfrigens.
D
Campylobacter jejuni.
E
Bacillus cereus.
Uma criança de quatro anos de idade, sexo masculino, é encaminhada ao ambulatório, pois a professora notou discreto desvio do olho direito há 30 dias. Nascido de parto prematuro, com 35 semanas, peso: 2.730 g, estatura: 46,5 cm, Apgar: 9/9, permaneceu por seis horas em CPAP nasal e 12 horas no capacete de oxigênio, devido a desconforto respiratório leve. Recebeu alta hospitalar com três dias. A mãe nega infecções durante a gravidez. Exame físico: estrabismo com esotropia à direita e reflexo pupilar esbranquiçado. A hipótese diagnóstica mais provável é:
Pré-escolar de cinco anos é levado a atendimento médico com história de cefaleia, vômitos e alteração do comportamento, caracterizada por irritabilidade e hiperatividade, há dois meses. Exame físico: paciente pouco cooperativo, hiperpneico, FC: 60 bpm, PA: 130X90 mmHg. A hipótese diagnóstica mais provável é:
Mulher de 63 anos com quadro de melancolia, crises de ansiedade, choro fácil, perda do interesse pelas atividades do dia-a-dia e insônia terminal há dois meses, vai ao consultório médico referindo perda de apetite e dores musculares difusas. Seu exame físico é normal. Ela relata que, há 40 dias, faz uso de bromazepan 3 mg à noite. A melhor opção de tratamento para essa paciente é:
O transplante de fígado é a única opção curativa para pacientes com doença hepática descompensada. São indicações de transplante de fígado no Brasil, EXCETO:
Compartilhar