Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Hematologia

Dermatologia

Uma criança após ser atendida no ambulatório foi encaminhada ao laboratório para realização de alguns exames complementares inclusive o da velocidade de hemossedimentação (VHS). Com relação a este exame pode se afirmar:

A
O VHS está acelerado em situações que primariamente aumentam os níveis de fibrinogênio plasmático.
B
É especifico para o diagnóstico de tuberculose.
C
É específico para o diagnóstico de febre reumática.
D
É um exame muito específico para o diagnóstico de infecções bacterianas agudas, entretanto é pouco sensível.
E
O VHS está acelerado em doenças que cursam com diminuição das imumoglobulinas plasmáticas.
Paciente masculino de 80 anos com diagnóstico de demência, ICC com fibrilação atrial recorrente, usando amiodarona regularmente, constipação com uso intenso de laxativos. Chega à consulta oftalmológica com piora importante de acuidade visual. No exame apresentava xerose conjuntival, placas esbranquiçadas em conjuntivas e ulceração com necrose da córnea. A esposa refere ter observado quedas frequentes quando o paciente se dirigia ao banheiro durante a madrugada nos últimos meses. Em relação ao quadro clínico, é CORRETO afirmar que:
Homem de 80 anos vai ao consultório médico referindo indisposição e hiporexia de início há três meses. Faz uso de Sinvastatina e Doxazosina para tratamento de dislipidemia, hipertensão arterial e hiperplasia prostática benigna de longa data. Fez um hemograma que mostrava: Ht 29%; VCM 82 fl; RDW 14%; série branca e plaquetária normais; e tinha um VHS de 42 mm. Ao exame clínico, estava levemente descorado e emagrecido, sem outras alterações. A causa mais provável da anemia desse paciente é
Paciente de 19 anos, sexo feminino, deu entrada na Sala de Reanimação do Hospital com quadro de confusão mental, febre (39ºC), queda do estado geral e cansaço aos mínimos esforços há dois dias. Acompanhante relata o início súbito dos sintomas. Há dois dias a paciente estava hígida e não havia antecedentes dignos de nota. O exame físico demonstra palidez cutânea mucosa, confusão mental e rebaixamento do nível de consciência, sem outras alterações. Exames complementares: Hb/Ht: 8,5/26 (VCM: 85/HCM: 28); leucócitos: 20.000 (meta: 0/bast: 3/segmentados: 65/eosinófilos: 2/basófilos: 1/linfócitos: 25/monócitos:4%); plaquetas: 98.000; ureia/creatinina: 180/2,2; Na/K: 145 mEq/L/4, 4 mEq/L; glicose: 98 mg/dl; DHL: 1080; VHS 110. Análise morfológica do sangue periférico revela anisocitose (2+), com presença de esquizócitos em moderada quantidade. Para esse caso, a principal hipótese diagnóstica é:
Menina 6 anos foi atendida com quadro de febre, dispneia, e sopro cardíaco. A radiografia de tórax apresentava cardiomegalia e sinais de edema agudo de pulmão. Há 18 dias teve escarlatina. O quadro atual pode corresponder à:
Compartilhar