Questões na prática

Pediatria

Neonatologia

Doenças Respiratórias

Uma criança de 31 semanas de idade gestacional, com mãe com bolsa rota há mais de 24 horas, apresenta sinais de sofrimento fetal. Nasce com anóxia neo-natal grave (Apgar 1° minuto 3; Apgar 5° minuto 6). Aspira mecônio e evolui para pneumonia grave. Constata-se também CIV através de ecocardiograma. Evolui mal no 5° dia é diagnosticado sepse, vindo a falecer no 7° dia, com falência de múltiplos órgãos. As causas básica e imediata do óbito, são respectivamente:

A
Pneumonia e falência de múltiplos órgãos.
B
Prematuridade e falência de múltiplos órgãos.
C
Prematuridade e pneumonia aspirativa.
D
Anóxia neonatal e sepse.
Recém-nascido a termo de parto vaginal apresentou vômitos e fezes sanguinolentas no segundo dia de vida. O exame clínico do recém-nascido não revelou qualquer outra anormalidade. As fezes diluídas em solução salina e centrifugadas produziram um sobrenadante de cor rósea. O sobrenadante tratado com uma solução de hidróxido sódio a 1% sofreu alteração de coloração, apresentando coloração amarelo-pardacento. Qual é o diagnóstico mais provável?
Mãe primípara, em aleitamento materno exclusivo, traz seu filho com uma semana de vida para consulta. Sua queixa principal é diarreia. A criança toda vez que mama evacua e isto já aconteceu mais de 4 vezes hoje. O exame físico revela um recém-nascido sadio e sem sinais de desidratação. Qual é a conduta adequada?
Um menino de 7 anos de idade é acompanhado ao ambulatório de neuropediatra por apresentar epilepsia e faz uso rotineiro de ácido valproico (Depakene). Assinale a manifestação clinicolaboratorial que pode ser encontrada neste paciente, causada pelo anticonvulsivante em questão:
Homem, 69 anos, submetido à hernioplastia inguinal de emergência com tela de Marlex, por hérnia inguinoescrotal volumosa encarcerada, com deslizamento de sigmoide, retornou ao ambulatório após uma semana com dor, edema e aumento de volume do testículo ipsilateral. Qual o provável diagnóstico?
Compartilhar