Questões na prática

Pediatria

Pediatria Geral

Uma criança de 8 anos de idade sofre um ferimento perfurante plantar com prego enferrujado. A mesma recebeu 3 doses da vacina DTP no primeiro ano de vida, 1 dose aos 15 meses e uma dose aos 5 anos. Que conduta deve ser adotada para profilaxia do tétano nesse caso?

A
Aplicação de uma dose de reforço da vacina dT
B
Apenas limpeza e debridamento do ferimento
C
Aplicação de uma dose de reforço da vacina DTP
D
Aplicação de uma dose de reforço da vacina dT e uma dose de soro antitetânico
E
Aplicação de uma dose de reforço da vacina dT e uma dose de tétanogama
Qual das seguintes estratégias comprovadamente reduz a duração do íleo paralítico pós-operatório?
RELACIONE AS COLUNAS DA ESQUERDA E DA DIREITA e assinale a alternativa que contém a SEQÜÊNCIA CORRETA: Enzimas: (I) Aspartato aminotransferase. (II) Desidrogenase láctica. (III) Alanina aminotransferase. (IV) Creatina fosfoquinase. (V) Fosfatase alcalina. Características: ( ) Enzima que encontra-se aumentada em pacientes com hepatomegalia sem icterícia (possível metástase hepática) e tem importância também na diferenciação de várias doenças ósseas que cursam com atividade osteoblástica ou osteoclástica. ( ) Enzima presente no citoplasma e mitocôndrias e, portanto, sua elevação sérica indica comprometimento celular mais intenso. No caso do hepatócito, esse fato se revela por uma elevação por tempo mais prolongado nas hepatites virais agudas e uma elevação seletiva nos casos e hepatites alcoólicas, metástases hepáticas e necroses medicamentosas e isquêmicas. ( ) Enzima composta por três isoenzimas exerce importante atividade reguladora do metabolismo intracelular da musculatura esquelética, tecido cardíaco e no cérebro, por isso é importante as suas dosagens no diagnóstico do infarto do miocárdio, na distrofia muscular e em lesões cerebrais. ( ) Enzima que tem sua origem predominantemente citoplasmática, apresenta rápida elevação nos casos de hepatites virais, mononucleose infecciosa, doença por citomegalovirus e hepatite medicamentosa. ( ) Enzima composta por cinco isoenzimas, e a concentração de cada uma delas podem indicar ocorrência de lesões ou falhas teciduais nos diferentes órgãos. Referência: NAOUM, P.C. Doenças que alteram exames bioquímicos. Volume II. Editora Atheneu, 2009.
O esfíncter esofágico inferior (EEI) é mais precisamente referido como o mecanismo EEI ou a zona de alta pressão esofágica distal (ZAP). São fatores que diminuem o tônus da ZAP:
Na avaliação de um recém-nato com 2.500 g, 46 cm de comprimento e 29 cm de perímetro cefálico, solicita-se radiografia de crânio e de ossos longos, que demonstra apenas calcificações cerebrais. As infecções congênitas mais compatíveis com o quadro descrito são:
Compartilhar