Questões na prática

Pediatria

Preventiva

Otorrinolaringologia

Uma criança de oito anos apresenta estridor. Sua radiografia do cavum demonstra aumento das partes moles pré-vertebrais. Este aspecto pode estar relacionado a:

A
difteria.
B
traqueíte.
C
epiglotite.
D
abscesso retrofaríngeo.
Em relação ao abdome agudo na criança, analise as afirmativas abaixo: 1. A causa mais comum de abdome agudo obstrutivo no lactente é a invaginação intestinal. 2. No recém nascido, a forma mais comum de abdome agudo é o perfurativo devido à enterocolite necrotizante neonatal. 3. Na criança maior, o abdome agudo hemorrágico e o perfurativo são os mais frequentes em virtude dos acidentes automobilísticos e das quedas. 4. A principal causa de abdome agudo inflamatório na criança maior é a apendicite aguda. Assinale a alternativa que indica todas as afirmativas corretas.
No tratamento da crise asmática, as drogas com ação anti-inflamatória mais tardia e uma ação broncodilatadora mais precoce por promover aumento do número e na afinidade dos receptores beta agonistas são pertencentes ao grupo dos:
Recém-nascido a termo, filho de mãe com DHEG, nascido de parto cesárea com apgar de 8 e 9 e peso de nascimento de 1.790 gramas, é liberado ao alojamento conjunto logo após o nascimento, ativo, já tendo sugado ao seio. Com 14 horas de vida, apresenta-se hipoativo, hipotônico, com sucção débil e tremores. O provável diagnóstico é:
Paciente de quatro anos é trazido pela mãe para consulta com o pediatra. A genitora relata que a criança tem contato com o adulto bacilífero em tratamento irregular, porém não apresenta sinais ou sintomas de febre, tosse ou perda de peso. No exame físico, evidenciou-se ausência de cicatriz da BCG, peso e estatura adequados, sem adenomegalias, e ausculta pulmonar sem alterações. Investigação inicial: PPD 15 mm, e radiografia de tórax dentro do limite da normalidade. A conduta adequada para o paciente é:
Compartilhar