Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Uma gestante no primeiro trimestre de gravidez apresenta exame com IgG e IgM positivos para toxoplasmose. Assinale a conduta mais adequada:

A
iniciar medicação caso o teste de avidez esteja baixo.
B
iniciar sempre a medicação, pois nesta época o teste de avidez não é útil.
C
não usar medicação neste caso, pois o maior risco para o feto é no terceiro trimestre.
D
solicitar ultrassonografia morfológica e realizar amniocentese se tiver alguma alteração.
E
iniciar medicamento caso o teste de avidez esteja alto.
Paciente, 28 anos de idade, sexo masculino, apresenta-se há 72 horas com febre de até 39°C, cefaleia e dor de garganta. Notou vermelhidão na pele há 24 horas. Ao exame físico, apresenta enantema oral predominante em língua e tonsilas, com hipertrofia de papilas, além de exantema eritematodescamativo acometendo face e tronco e poupando palma das mãos e sola dos pés. O exantema facial poupa região perioral e apresenta-se mais intenso em dobras, onde conflui nas linhas de flexão. O hemograma mostrou 15 mil leucócitos/mm³ com 75% de polimorfonucleares, 160 mil plaquetas/mm³ e Hb: 16 g/dl. Entre os cuidados a serem tomados com a esposa desse paciente para evitar a transmissão, a melhor conduta é:
Paciente, 7 anos de idade, procedente da zona rural, é internado com quadro de dor abdominal há 3 dias em cólica de média intensidade, anorexia, tosse e febre diária de baixa intensidade. Ao exame, REG é nutricional, palidez cutaneomucosa. Abdome volumoso, SM visceromegalias, doloroso à palpação. Hemograma com 9400 leucócitos, 58% segm., 1% bast., 10% eosinófilo, anemia microcítica e hipocrômica moderada (Hb: 7,0; Ht: 26%), ausência de células anormais. RX de tórax com infiltrado inflamatório intersticial. O diagnóstico mais provável é:
Em relação à prevenção da rubéola, o Ministério da Saúde realizou, nos meses de agosto e setembro, uma grande campanha nacional para vacinar 70 milhões de pessoas. Sobre o comportamento atual (2008) da rubéola no Brasil, é correto afirmar que:
Um paciente de 42 anos, recentemente internado num leito de UTI, tem diagnóstico sindrômico de choque. Há poucos minutos foi colocado nesse paciente um cateter de Swan-Ganz, que permite medidas invasivas para acessar o tipo de choque corretamente. As medidas observadas permitem perceber as seguintes anormalidades: pressão capilar pulmonar ocluída reduzida, débito cardíaco reduzido e resistência vascular sistêmica aumentada. Com base nesses achados, esse paciente apresenta que tipo de choque?
Compartilhar