Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Infectologia

Pneumologia

Dermatologia

Doenças Respiratórias

Um recém nascido de 7 dias é trazido pela mãe à consulta de caso novo. Ela conta que o pai está com tuberculose “ativa” e que iniciou tratamento há 1 semana. Dormem em um quarto único. O RN nasceu no interior de São Paulo e não tomou nenhuma vacina na maternidade. A medida mais eficaz para protegê-lo da tuberculose é:

A
administrar isoniazida por 6 meses. Após esse período, fazer PPD e se não for reator, vacinar com BCG-ID.
B
administrar isoniazida por 3 meses. Após esse período, vacinar com BCG-ID.
C
administrar isoniazida por 6 meses. Após esse período, vacinar com BCG-ID.
D
fazer PPD e se não for reator, vacinar com BCG-ID.
E
administrar isoniazida por 3 meses. Após esse período, fazer PPD e se não for reator, vacinar com BCG-ID.
Considere as assertivas abaixo em relação ao câncer de pulmão. I- A presença de sintomas geralmente indica doença avançada II- Aparecimento de tosse ou mudança no caráter da tosse são os sintomas iniciais mais comuns III- Síndromes paraneoplásicas contraindicam tratamento curativo do tumor Quais são corretas?
São sinais radiológicos comuns na apendicite aguda, exceto:
Em um material purulento cuja bacterioscopia revela bacilos Gram-positivos, pensa-se em:
A triagem neonatal para anomalias cromossomiais, sobretudo as síndromes de Down e Edwards pode ser feita baseada em dados clínicos, laboratoriais e sonográficos. Os exames laboratoriais que associados a translucência nucal e a idade materna apresentam maior sensibilidade e especificidade na detecção dessas anomalias e subsequente melhoria na qualidade da triagem das pacientes a serem submetidas a estudo genético invasivo são:
Compartilhar