Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Endocrinologia

Pediatria Geral

Uma menina de 10 anos, com diagnóstico de obesidade moderada, sem outros fatores de risco para doença cardiovascular, apresentou glicemia = 90 mg/dl, colesterol total = 251 mg/dl, HDL - colesterol = 30 mg/dl, LDL - colesterol = 195 mg/dl, VLDL - colesterol = 26 mg/dl e triglicerídeos = 130 mg/dl. Os exames foram repetidos após duas semanas, com resultados semelhantes. A recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria para a abordagem terapêutica inicial para esta criança é, além de programa de atividade física, dieta com as seguintes características:

A
baixo valor calórico com redução de gorduras.
B
baixo valor calórico e sequestrador de ácido biliar.
C
suprir necessidades calóricas com redução de gorduras.
D
suprir necessidades calóricas com redução de gorduras e estatina.
Um paciente de 80 anos de idade, PS 2, com câncer de próstata, refratário ao tratamento hormonal, apresenta metástases ósseas. Encontra-se em tratamento com quimioterapia e bisfosfonato. Sua dor é inicialmente bem controlada com morfina de liberação prolongada, 60mg, 2X/dia, com resgate de morfina de curta duração. Caso a sua dor aumente, todas as abordagens a seguir podem ser aceitáveis, EXCETO:
Paciente, 28 anos, sexo feminino, obesa, é admitida na UPA com quadro de dor abdominal em cólica localizada em hipocôndrio direito há 24 horas. Refere náusea, vômito e febre de 38 graus. Ao exame físico, paciente encontra-se com dor, taquicárdica, hipocorada, levemente ictérica, hidratada, com dor à palpação superficial e profunda do hipocôndrio direito. Durante a palpação profunda do quadrante superior direito do abdome, nota-se que a paciente suspende a inspiração. No exame laboratorial colhido, apresentava leucocitose leve de 14.000 células/mm3 e elevação discreta da bilirrubina 6mg/dL. Qual o diagnóstico clínico mais provável?
A criptorquidia pode estar relacionada às seguintes condições, exceto:
Sinal de dupla bolha:
Compartilhar