Questões na prática

Cirurgia

Urologia

Uma menina de 12 anos tem história de dor abdominal progressiva e retenção urinária há “alguns meses”. Está afebril e todos os sinais vitais são normais. Observa-se e palpa-se uma massa, que ocupa a pelve e o hipogástrio. É feita inicialmente a hipótese de “bexigoma”, sendo a criança submetida a cateterismo vesical, com saída de 700 mL de urina clara. No entanto, persiste a massa ocupando pelve e hipogástrio. Diagnóstico mais provável:

A
infecção do trato urinário.
B
hímen imperfurado.
C
válvula de uretra posterior.
D
abscesso apendicular.
E
teratoma de ovário.
Paciente, sexo masculino, 28 anos de idade, chega à emergência vítima de acidente motociclístico e, segundo relato da equipe de resgate, estava sem capacete e cursou com traumatismo cranioencefálico. Ao exame, o paciente encontrava-se pálido com pulsos filiformes e com expansibilidade torácica bilateral, desorientado, apresentava abertura ocular ao chamado e não possuía movimentação espontânea, mas localizava a dor quando estimulado. Um ferimento linear em supercílio e região temporal esquerdos com sangramento ativo chamava atenção. Considerando-se o diagnóstico de trombose venosa profunda:
A hérnia inguinal cujo conteúdo é um divertículo de Meckel, é chamada de:
Sobre as fraturas diafisárias do fêmur da criança, analisar os itens abaixo: I - Nas fraturas do terço proximal, o fragmento proximal sofre maior influência do glúteo médio, dos rotadores externos e psoas, resultando em sua flexão, rotação externa e adução. II - De modo geral, as fraturas em crianças com até um ano de idade consolidam em duas a três semanas. III - Os pré-requisitos para o tratamento de fraturas com gesso imediato são: ausência de encurtamento, edema não muito acentuado e fratura causada por trauma de baixa energia. Está (ão) CORRETO (S):
Recém-nascido pré-termo com 1.850 g, apresentou escore de apgar 9 no primeiro minuto e 10 no quinto minuto. O parto foi por via vaginal. A mãe realizara exames no último trimestre de gestação que revelaram VDRL 1:2. FTA- Abs não reagentes, toxoplasmose IgG e IgM não reagentes anti-HIV negativo e HBsAg positivo. Além das precauções-padrão quanto aos cuidados do recém-nascido. Que outras medidas devem ser implementadas?
Compartilhar