Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Pediatria Geral

Reumatologia

Uma menina de 5 anos de idade é trazida ao seu pediatra com uma febre que dura cinco dias. Sua mãe relata que as imunizações de sua filha estão em dia e que ela não tem problemas crônicos de saúde. Sinais vitais mostram temperatura de 38,9°C, pulso 111 ppm, frequência respiratória de 16 ipm e pressão arterial 122/65 mmHg. Ao exame, ela apresenta língua vermelha e edemaciada, linfonodos cervicais palpáveis, uma erupção cutânea difusa inespecífica maculopapular, e injeção escleral bilateral. A melhor conduta neste caso é iniciar:

A
antibioticoterapia intravenosa
B
terapia antiviral oral
C
imunoglobulina intravenosa
D
esteroides intravenosos
E
plasmaferese
Dermatomiosite é associado com:
Mesmo sendo considerado um importante problema de saúde pública, o alcoolismo costuma ser identificado apenas em seus estágios finais, quando já ocorreram grandes perdas e as chances de reabilitação do indivíduo são menores. O consumo de álcool é, em geral, socialmente aceito, o que provoca grande dificuldade na classificação do estado em que se encontram os usuários. A alternativa que define o padrão e as implicações do consumo de álcool é:
Peri, 35 anos, é atendido pelo GSE em via pública, após acidente automobilístico. Está alcoolizado, apresenta trauma torácico, com desconforto respiratório e hipotensão (PA 90/60 mmHg), que responde a infusão de cristaloides; FC 100 bpm, FR 28 irpm. Submetido a cateterismo vesical que dá saída a 50 ml de urina sanguinolenta, à ultrassonografia abdominal que revela moderada quantidade de líquido livre na cavidade peritoneal; à radiografia de tórax com hipotransparência difusa em hemitórax esquerdo. Ao ser transportado para o Serviço de Radiodiagnóstico, Peri apresenta novo quadro de hipotensão. O lavado peritoneal é positivo para sangue. Submetido à laparotomia exploradora, observa-se presença de laceração esplênica linear em polo inferior do baço, medindo cerca de 4 cm de extensão e aproximadamente 4 cm de profundidade. A conduta é:
João, 18 anos, residente em Fortaleza, comparece à unidade de saúde após “picada” de escorpião há cerca de 4 horas. Apresenta dor local. Considerando que ele tem microalbuminúria, não teve evento isquêmico coronariano e não tem insuficiência cardíaca ou renal, qual a classe de anti-hipertensivo de escolha?
Compartilhar