Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Uma mulher de 26 anos de idade é examinada por conta de episódio recente de obstrução intestinal com regressão espontânea. Ao exame físico, apresenta depósitos de melanina na mucosa bucal e regiões palmares. As fezes são positivas para sangue oculto. A história familiar revela presença de pigmentos semelhantes na mãe e tia materna da paciente, ambas com quadro de dor abdominal e distensão recidivantes. A tia morreu aos 65 anos de adenocarcinoma intestinal. A mãe é viva e passa bem aos 68 anos de idade. Os exames laboratoriais: Hto 34%; Hemoglobina 11,5 g%, leucometria global 8000/mm3; Eletrólitos e exame de urina são normais. Qual das afirmações é verdadeira a respeito da paciente?

A
As manchas de melanina não estavam presentes ao nascimento.
B
Pode-se esperar consanguinidade na família.
C
Ela corre alto risco de adenocarcinoma intestinal.
D
O exame histológico das lesões intestinais revelará pólipos hamartomatosos.
E
A colectomia seria curativa.
A leptospirose é uma infecção causada por um micro-organismo do gênero leptospira, que infecta o homem através do contato direto com a urina e/ou tecidos infectados de animais. A apresentação clínica mais frequente da leptospirose é a:
A parasitose intestinal caracterizada por dor abdominal, febre, diarreia aquosa não sanguinolenta, com duração de semanas a meses e acometimento mais frequente nos imunodeprimidos é:
A hipertensão arterial pulmonar pode ser causada por:
Uma menina de 8 meses tem febre há 4 horas. Ao exame físico, está ativa e não há nenhuma anormalidade digna de nota. É feita coleta de urina para realização de urina tipo I e urocultura (URC) por sondagem vesical. A urina tipo I é sugestiva de infecção do trato urinário. A conduta mais correta é:
Compartilhar