Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Uma mulher de 29 anos, evoluindo há 50 dias com tremores de extremidades, emagrecimento de 5kg, palpitação, labilidade emocional e exoftalmo, fez os seguintes exames: hormônio tireoestimulante = 0,001, tiroxina livre = 4,8, anticorpo anti-receptor de TSH (TRAB) = 42 (normal até 10). O diagnóstico mais provável e a conduta inicial são:

A
doença de Plummer e radioiodoterapia.
B
tireoidite de Hashimoto e reposição de levotiroxina.
C
doença de Basedow-Graves e tratamento com metimazol.
D
doença de Plummer e nodulectomia.
E
doença de Basedow-Graves e tireoidectomia.
Em consulta pré-natal, o obstetra solicita a paciente com idade gestacional de 36 semanas e diagnóstico de doença hipertensiva específica de gestação, o exame de cardiotocografia basal para análise da vitalidade fetal. Com base nos parâmetros analisados do exame, o feto foi classificado como ativo. Esses parâmetros, que constituem o índice cardiotocográfico, são:
Paciente de 54 anos, casada, VII Gesta Para (6 partos normais), agenda consulta no ambulatório de ginecologia por sangramento genital persistente, que adquiriu odor fétido nos últimos 2 meses. Ao exame ginecológico especular, o colo uterino tinha anatomia alterada em virtude de lesão vegetante, sangrante ao toque da pinça de Cherron. Ao toque bimanual, o útero e ovários tinham volumes normais, esperados para a idade da paciente. Ao toque retal havia um abaulamento extrínseco anterior, e o paramétrio estava fortemente endurecido, com nodulações até a pelve óssea. Submetida à biópsia dirigida do colo uterino, o resultado foi de carcinoma epidermoide invasivo.
Homem de 67 anos, hipertenso e diabético chega ao PS com hemiparesia direita há 1 hora. Exame físico: pulso: 84 (irregular), PA:150 x 80 mmHg; glicemia capilar: 116 mg/dL; neurológico: escala de Glasgow: 15, hemiparesia completa direita e heminegligência. O restante do exame é normal. No eletrocardiograma há fiblilação atrial, e a tomografia de crânio e exames de sangue estão dentro da normalidade. Admitindo-se que não há qualquer contraindicação, nas primeiras 24 horas, é correto prescrever:
Homem de 18 anos apresenta quadro de artrite em joelho esquerdo há 2 dias. A punção evidenciou um líquido turvo, com 100.000 células/mL sendo 87% de neutrófilos, sem a presença de cristais. Pode-se afirmar, que mais provavelmente, trata-se de quadro de:
Compartilhar