Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Uma mulher de 29 anos, evoluindo há 50 dias com tremores de extremidades, emagrecimento de 5kg, palpitação, labilidade emocional e exoftalmo, fez os seguintes exames: hormônio tireoestimulante = 0,001, tiroxina livre = 4,8, anticorpo anti-receptor de TSH (TRAB) = 42 (normal até 10). O diagnóstico mais provável e a conduta inicial são:

A
doença de Plummer e radioiodoterapia.
B
tireoidite de Hashimoto e reposição de levotiroxina.
C
doença de Basedow-Graves e tratamento com metimazol.
D
doença de Plummer e nodulectomia.
E
doença de Basedow-Graves e tireoidectomia.
Com referência às manobras ABCD da ressuscitação cardiorrespiratória em lactentes, crianças e adultos, considere as a?rmativas a seguir. I. Relação compressão-ventilação de: 30:2 (1 ou 2 socorristas) para adultos; para lactentes e crianças, a relação é de 30:2 (socorrista sozinho) e 15:2 (2 socorristas). II. Quando uma vítima adulta estiver sem resposta, deve-se acionar imediatamente o socorro; se for na faixa etária pediátrica, iniciar 5 ciclos de RCP e depois acionar o socorro. III. Avaliação da circulação em artéria carótida (adultos e crianças) e artéria braquial ou femoral (lactentes). IV. Frequência das compressões: adultos (80/min) e lactentes e crianças (120/min). Assinale a alternativa correta.
Quais são as patologias que devem estar incluídas obrigatoriamente, seguindo as evidências científicas atuais, em todos os protocolos de triagem neonatal?
Paciente de 62 anos, hipertenso crônico e ex-tabagista, realiza atividade física regularmente, faz caminhadas durante uma hora 5 vezes por semana, é assintomático do ponto de vista cardiovascular, não apresenta outras doenças associadas, o exame físico é normal. O paciente é candidato a colectomia devido a tumor de sigmoide. Quais exames pré-operatórios devem ser solicitados?
Um lactente de 11 meses de vida é trazido à UBS do seu bairro para reavaliação de tratamento de pneumonia iniciado há 48 horas. A mãe refere que a criança não está se alimentando bem e continua apresentando febre (máxima de 38,8°C), que cede com antitérmico. No entender da cuidadora, a criança não apresenta melhora. Exame físico: a criança mostra-se atenta ao ambiente, ausência de sinal de perigo, de sibilância e de tiragem; 9 kg, temp. axilar = 37,2°C e com 58 movimentos respiratórios por minuto. A conduta correta consiste em:
Compartilhar