Questões na prática

Clínica Médica

Nefrologia

Reumatologia

Uma mulher de 30 anos de idade apresenta-se com queixa de febre e artrite. Há sete dias, iniciou com dor intensa em joelho direito, seguida de dor em punho esquerdo, e febre não mensurada. Ao exame físico, estava com temperatura de 38,5 graus e evidência de artrite de joelho direito. O exame do punho esquerdo mostra edema e rubor sobre a superfície extensora, que se estende fora dos limites da articulação. Havia presença de vesículas hemorrágicas na planta do pé esquerdo. Ela traz exames realizados no posto de saúde, com provas de atividades inflamatórias alteradas, uma ASO (antiestreptolisina O) de 500 U (valor normal: até 100 U). Não trouxe hemograma. Com relação a esse caso, é correto afirmar:

A
Hemoculturas e cultura do líquido sinovial frequentemente ajudam no diagnóstico.
B
A deficiência congênita de fatores de complemento, como C2 e C3, predispõe a essa doença.
C
Embora a paciente seja do sexo feminino, essa condição é mais frequente em homens.
D
A medicação de escolha para essa doença é a ciprofloxacina.
E
Muitos dos sintomas dessa condição têm em sua base a deposição de imunocomplexos.
Um homem de 47 anos, com história de alcoolismo importante, procura cuidados médicos com relato de fadiga, fraqueza generalizada, palpitações e dispneia aos médios esforços. Não apresenta sinais de comprometimento hepático. Dentre os exames complementares, chamava atenção uma hemoglobina de 8,8 g/dl (VN 13,5-17,5 g/dl), reticulócitos de 0,9% (VN - 0,5 a 1,5%), volume corpuscular médio (VCM) de 103 fL (VN 81-99 fL). O mecanismo mais provável da anemia é:
Um paciente está sendo investigado com suspeita de câncer de cólon e seu médico solicita dosagem de antígeno carcinoembrionário (CEA). Em relação à utlidade do antígeno carcinoembrionário nas neoplasias de cólon, assinale a alternativa CORRETA:
Desde a década passada, a Atenção Integral às Doenças Prevalentes da Infância (AIDPI) revelou-se uma estratégia adequada à disposição dos médicos, com um conjunto básico de intervenções baseadas em evidências científicas que permitem prevenir e tratar eficazmente as principais doenças e problemas que afetam a saúde nos primeiros anos de vida. Acerca dessas evidências, julgue o item. O caso de uma criança de dois anos de idade que tosse há três dias, consegue ingerir líquidos e que, ao exame físico, apresenta frequência respiratória de 50 incursões por minuto, sem retrações, estridor ou sibilância não deve ser classificado como pneumonia.
No item subsequente, é apresentada uma situação hipotética acerca das situações clínicas encontradas em ambulatório e emergência pediátricos, seguida de uma assertiva a ser julgada. Uma criança de 2 anos de idade, previamente saudável, apresentou dispneia e sibilância súbitas após crise de tosse ao acordar pela manhã. Uma radiografia do tórax mostrou atelectasia do lobo superior direito. Nessa situação, o diagnóstico clínico mais provável é de aspiração de corpo estranho e a criança deve ser submetida à broncoscopia como medida para confirmar o diagnóstico e proceder à terapêutica.
Compartilhar