Questões na prática

Clínica Médica

Nefrologia

Reumatologia

Uma mulher de 30 anos de idade apresenta-se com queixa de febre e artrite. Há sete dias, iniciou com dor intensa em joelho direito, seguida de dor em punho esquerdo, e febre não mensurada. Ao exame físico, estava com temperatura de 38,5 graus e evidência de artrite de joelho direito. O exame do punho esquerdo mostra edema e rubor sobre a superfície extensora, que se estende fora dos limites da articulação. Havia presença de vesículas hemorrágicas na planta do pé esquerdo. Ela traz exames realizados no posto de saúde, com provas de atividades inflamatórias alteradas, uma ASO (antiestreptolisina O) de 500 U (valor normal: até 100 U). Não trouxe hemograma. Com relação a esse caso, é correto afirmar:

A
Hemoculturas e cultura do líquido sinovial frequentemente ajudam no diagnóstico.
B
A deficiência congênita de fatores de complemento, como C2 e C3, predispõe a essa doença.
C
Embora a paciente seja do sexo feminino, essa condição é mais frequente em homens.
D
A medicação de escolha para essa doença é a ciprofloxacina.
E
Muitos dos sintomas dessa condição têm em sua base a deposição de imunocomplexos.
Homem de 55 anos, tabagista de 40 maços/ano, refere dispneia há 3 dias sem outros sintomas respiratórios. Exame físico: peso 140 kg, afebril, pouco dispneico, FR 26 mpm, PA 150/100 mmHg, FC = P 110 bpm, pico de fluxo 450 L/min, saturação periférica de O2 em ar ambiente 90%. Tórax: murmúrio vesicular diminuído globalmente com sibilos; 2 bulhas rítmicas e normofonéticas com sopro sistólico em foco tricúspide. Abdome globoso, fígado a 2,0 cm do rebordo costal. Edema de membros inferiores, maior à direita. Raio X de tórax normal, ECG ritmo sinusal. Assinale a sequência correta para a abordagem imediata.
O desvio mais comum nas fraturas supracondilianas de úmero em crianças é:
Paciente de 40 anos, diabética com disúria e polaciúria há 7 dias evoluiu para febre alta, dor lombar direita e mal estar geral com punho - percussão dolorosa na mesma região. Após internação recebeu cefalotina 2,0 g IV 6/6 hs, hidratação endovenosa e controle dos níveis glicêmicos com insulina. Após 2 dias, persiste com febre alta (39 ºC), piora do hemograma e dores em cólica que acentuaram em sua periodicidade e gravidade. A conduta imediata deve ser:
Homem de 60 anos, ex-pintor, tabagista 40 anos-maço apresenta hematúria intermitente e indolor há uma semana, com coágulos há um dia. A(s) principal(is) hipótese(s) diagnóstica(s) e o(s) exame(s) complementar(es) é(são):
Compartilhar