Questões na prática

Clínica Médica

Hepatologia

Uma mulher de 55 anos de idade é levada ao pronto-socorro com história de aumento progressivo do abdome nos últimos 6 meses e, há 2 dias, iniciou com confusão mental e sonolência. Tem antecedente de tabagismo e etilismo nos últimos 20 anos. Exame físico: confusa, desorientada e sem déficit motor. A temperatura axilar é de 36,8°C, pulso de 80 bpm e PA de 110X70mmHg. Abdome difusamente doloroso com ruídos hidroaéreos ausentes, ascite importante e esplenomegalia. Auscultura cardiopulmonar normal. Os exames de sangue mostram hemoglobina de 9,5 g/dL, 2.500 leucócitos/mm³, 65.000 plaquetas/mm³, sódio 132mEq/L, potássio de 4,1mEq/L, creatinina de 1,2mg/dL, amílase 80mg/dL, glicemia de 98mg/dL, albumina de 2,5g/dL. A análise do líquido ascítico mostrou 1000 células/mm³, sendo 60% de neutrófilos e 40% de linfócitos e albumina de 0,5g/dL. Qual a melhor hipótese diagnóstica ?

A
Peritonite espontânea.
B
Pancreatite aguda.
C
Trombose mesentérica.
D
Obstrução intestinal.
Quando o cirurgião encontra dificuldades em suturar um defeito cutâneo produzido por um procedimento cirúrgico devido à tensão, sua melhor opção é:
Com relação ao atendimento no PS de um paciente 30 anos vítima de trauma penetrante em tórax, marque V (verdadeiro) ou F (falso) e selecione a sequência correta: ( ) Quando há hematoma de mediastino ou hematoma extrapleural apical deve-se considerar a possibilidade de lesão traumática de um grande vaso; ( ) São sinais radiológicos de ruptura traumática de aorta: alargamento de mediastino, obliteração de cajado aórtico, estreitamento da linha paratraqueal, rebaixamento do brônquio fonte principal esquerdo e hemotórax à esquerda; ( ) A drenagem de tórax é feita anterior a linha axilar média, 5º EIC, através da incisão de 2 cm e inserção do dreno em direção posterior e superior, procurando desta forma obter a drenagem de ar e sangue; ( ) Lesões de diafragma por trauma penetrante produz perfurações pequenas, que podem levar até anos para herniar, já as lesões por trauma contuso produzem perfurações grandes que levam a herniações mais precoces; ( ) A hipotensão recorrente em paciente com ruptura traumática de aorta que chega ao PS, é devido geralmente a um sangramento na própria artéria aorta.
Paciente masculino, 25 anos, ASA 1, candidato a tireoidectomia. À avaliação da via aérea apresentava distância esterno-mento de 14 cm, Mallampatti 2, abertura bucal de 3 cm, incisivos de tamanho normal e boa mobilidade cervical. Após indução da anestesia com fentanil, propofol e atracúrio, o anestesiologista não consegue ventilar o paciente com máscara facial, mesmo após colocação de cânula orofaríngea, e não conseguiu realizar a intubação orotraqueal. Com relação ao caso apresentado:
Sobre esôfago de Barrett, assinale a resposta correta.
Compartilhar