Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Uma multípara de 45 anos está grávida de 32 semanas. É hipertensa crônica e usa metildopa 2g ao dia. Chega ao hospital queixando-se de cefaléia intensa, escotomas, epigastralgia e tontura. Ao exame físico: edema generalizado, PA: 185X115 mmHg, BCF 158bpm, sem contrações uterinas. A melhor conduta será:

A
Cesareana de imediato pelo risco de convulsão.
B
Sulfato de Magnésio seguido de interrupção da gravidez conforme condições obstétricas.
C
Sulfato de magnésio seguido de cesareana.
D
Nifedipina sublingual, seguido de cesareana.
E
Nifedipina sublingual, corticoterapia e cesareana 24 horas após.
Sobre convulsão febril (CF) são verdadeiras (V) ou falsas (F) as afirmativas abaixo: () A história familiar constitui fator de risco tanto para as recorrências das CF quanto para o desenvolvimento de epilepsia; () Para a maioria dos pacientes o tratamento profilático é dispensável; () Não há consenso sobre a associação entre alterações eletroencefalográficas e risco de epilepsia; () As CF podem preceder síndromes epilépticas; () A idade da 1ª crise se relaciona ao risco de epilepsia. Assinale a alternativa correta:
Sobre infecção respiratória aguda são verdadeiras (V) ou falsas (F) as afirmativas abaixo: () A maioria das infecções respiratórias em crianças menores de cinco anos de idade, inclusive as pneumonias, é de etiologia viral; () O risco de etiologia bacteriana é diretamente proporcional à duração da doença; () As rinorreias mucopurulentas geralmente indicam infecção bacteriana; () Os anti-inflamatórios não-hormonais podem alterar a resposta imunológica e apresentam risco de reações adversas; () Radiografia de seios de face não é indicado para lactentes e pré-escolares. Assinale a alternativa correta:
Que característica sela o diagnóstico de osteossarcoma?
Qual o mais importante fator de risco para sepse neonatal precoce por estreptococo do grupo B na ausência de profilaxia intraparto com antibiótico?
Compartilhar