Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Uma paciente, 22 anos de idade, diarista, moradora de São Sebastião - região administrativa situada a 25 km da rodoviária do Plano Piloto, deu entrada no pronto socorro e refere febre há três dias, acompanhada de cefaleia, mal estar generalizado, dores musculares e prurido. Foi medicada com sintomáticos e teve alta. Retornou após dois dias com ressurgimento dos sintomas, além de vários episódios de vômitos. Ao exame, apresenta bom estado geral, desidratada +/4+, febril e exantema no tronco e MMII. Refere ter tido dengue em 2002, quando morava em Goiânia e apresentou os mesmos sintomas. O clínico suspeita de dengue e adota algumas medidas. Assinale a alternativa incorreta quanto à medida adotada pelo clínico.

A
Solicita hemograma completo e plaquetas.
B
Notifica a suspeita de dengue.
C
Solicita coleta de sangue para exame sorológico para dengue.
D
Após a medicação sintomática, interna a paciente no pronto socorro para observação, repouso, hidratação e acompanhamento.
E
Consideram-se como sinais de alerta: vômitos repetidos, dor abdominal intensa, tonturas, agitação ou sonolência, sangramentos.
Sobre parafimose no lactente, assinale a assertiva incorreta.
Em relação aos divertículos do esôfago podemos afirmar que: I- O divertículo de Zenker pode ser tratado por cirurgia ou via endoscópica; II- Os divertículos de esôfago médio são os mais comuns e estão associados à acalasia esofágica; III- Os divertículos epifrênicos são de pulsão ou falsos e frequentemente associados à disfunção motora do esôfago
Qual dos seguintes achados na história e exame físico da criança portadora de constipação intestinal NÃO é sugestivo de doença de Hirschsprung?
Pac. sexo masculino. 26 anos, iniciou quadro de dor epigástrica e retroesternal, seguidos de vômitos com raios de sangue com evolução de 12h. Refere ingestão abusiva de álcool na noite anterior. Nega episódios semelhantes anteriormente e se apresenta hemodinamicamente estável. Qual a hipóstese diagnóstica?
Compartilhar