Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Uma paciente com 29 anos apresenta quadro clínico, iniciado há oito meses, de dor pélvica contínua, de caráter progressivo, agravando-se no período menstrual e sem melhora após o uso de vários analgésicos e anti-inflamatórios não-esteroides. Os exames indicados para conclusão diagnóstica são:

A
Ultrassonografia e laparoscopia.
B
Ressonância magnética da pelve e CA 123.
C
Histeroscopia e colpocitologia oncótica.
D
Radiografia de coluna e curetagem uterina.
Qual das seguintes afirmações, acerca da artropatia relacionada à colite ulcerativa, é verdadeira?
Mulher, 30 anos de idade, G3P2A0, com 40 semanas de gestação, progrediu no trabalho de parto de 6 cm para 7 cm de dilatação cervical em 2 horas. Ao toque: ODP em plano 0 de DeLee, que persiste desde o início do trabalho de parto. O tipo de pelve que predispõe à posição occipital posterior persistente é a:
Homem de 67 anos, hipertenso e diabético chega ao PS com hemiparesia direita há 1 hora. Exame físico: pulso: 84 (irregular), PA:150 x 80 mmHg; glicemia capilar: 116 mg/dL; neurológico: escala de Glasgow: 15, hemiparesia completa direita e heminegligência. O restante do exame é normal. No eletrocardiograma há fiblilação atrial, e a tomografia de crânio e exames de sangue estão dentro da normalidade. Admitindo-se que não há qualquer contraindicação, nas primeiras 24 horas, é correto prescrever:
São hormônios considerados diabetogênicos e responsáveis pelo aumento da resistência à insulina na gestação:
Compartilhar