Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Endocrinologia

Reumatologia

Uma paciente de 32 anos queixa-se de ansiedade, tremores, palpitações e dor na região cervical. Segundo informa, o quadro iniciou-se duas semanas após um episódio compatível com uma virose respiratória. Ao exame físico, a paciente apresenta-se taquicárdica, com mãos quentes e úmidas, além de sentir dor à palpação da tireoide seus exames revelam um TSH ultrassensível suprimido ( < 0,003 UI) e dosagens de T3 e T4 muito elevadas. A velocidade de hemossedimentação é muito elevada ( 100 mm primeira hora). A captação de iodo radioativo revela-se muito reduzida, e a dosagem de tireoglobulina sérica é elevada. Qual é o diagnóstico que se impõe como correto?

A
Doença de Graves.
B
Tireoidite de Hashimoto.
C
Tireoidite de De Quervain.
D
Carcinoma folicular de tireoide.
E
Tireoidite supurativa aguda.
Acerca da avaliação e do tratamento de pacientes politraumatizados, julgue o item subsequente. Os sinais mais precoces de síndrome compartimental são o deficit motor e o desaparecimento do pulso distal.
Em Santa Catarina, o “teste do pezinho” inclui a dosagem da tripsina imunorreativa. Concentrações acima dos limites normais são sugestivas de fibrose cística, doença caracterizada por infecções pulmonares de repetição, desnutrição e diarreia crônica. Sobre a terapêutica, podemos afirmar que:
Hérnia Interna pelo espaço de Petersen tem maior incidência após:
Quando há discromia pós queimadura significa que:
Compartilhar