Questões na prática

Clínica Médica

Nefrologia

Uma paciente de 35 anos, com doença renal crônica de etiologia desconhecida, vinha em terapia dialítica há um ano. Em consulta de rotina, foi identificada fibrilação atrial, iniciando-se o uso de bisoprolol e warfarina. Três semanas depois, em nova consulta, relatou alguns episódios de hematúria macroscópica e verificou-se o aparecimento de livedo reticularis nos membros inferiores. Estes achados levaram o nefrologista a pensar na hipótese mais provável de:

A
calcifilaxia.
B
ateroembolismo.
C
poliarterite nodosa.
D
lúpus eritematoso sistêmico.
Paciente do sexo masculino, 45 anos, branco, refere emagrecimento, poliúria, polifagia e polidipsia há 40 dias. Tabagista e hipertenso há 3 anos. Sem outros antecedentes. Pai diabético, mãe hipertensa e coronariopata (IAM aos 50 anos). Medicações em uso: enalapril 40 mg/dia. Exame físico: IMC: 34 kg/m²; CA: 111 cm; PA: 120 x 80 mmHg; FC: 88 bpm; demais, sem alterações. Assinale a alternativa que representa a melhor hipótese diagnóstica.
Diante de um exame de ultrassonografia com nódulo de tireoide sugestivo de malignidade, qual conduta deve ser tomada inicialmente?
Paciente de 32 anos, sexo feminino, com diagnóstico de pielonefrite comunitária, encontra-se toxemiada, febril, com muita dor lombar e vômitos. Qual a melhor escolha antibiótica?
Paciente com 45 anos de idade, em terapia hormonal. Mamografia BI-RADS 0. A melhor conduta será:
Compartilhar