Questões na prática

Clínica Médica

Nefrologia

Uma paciente de 35 anos, com doença renal crônica de etiologia desconhecida, vinha em terapia dialítica há um ano. Em consulta de rotina, foi identificada fibrilação atrial, iniciando-se o uso de bisoprolol e warfarina. Três semanas depois, em nova consulta, relatou alguns episódios de hematúria macroscópica e verificou-se o aparecimento de livedo reticularis nos membros inferiores. Estes achados levaram o nefrologista a pensar na hipótese mais provável de:

A
calcifilaxia.
B
ateroembolismo.
C
poliarterite nodosa.
D
lúpus eritematoso sistêmico.
Um paciente politraumatizado é admitido com fraturas de fêmur direito e exposta de tíbia esquerda, no setor de urgência, a prioridade inicial neste caso é:
Ao examinar um recém-nascido de três semanas, nascido de parto normal, vigoroso ao nascer, nota-se um nódulo palpável ao nível da clavícula direita, sem outros sinais clínicos. Qual a hipótese mais provável?
Menino de 6 anos chega à emergência com quadro de claudicação importante, dor à mobilização da perna direita que surgiu após uma partida de futebol na escola. No momento não há outros sintomas constitucionais. No entanto, há 1 semana atrás, esteve gripado com febre, tosse e rinorreia clara. Você resolve colher um hemograma, VHS e um US de quadril. Todos apresentam resultados normais. De acordo com a história e os dados laboratoriais, trata-se de:
Um indivíduo de 85 anos, após perda recente de sua esposa, passa a apresentar perda de interesse pela leitura e insônia. Seus familiares notaram alguns lapsos de memória para fatos recentes, sem, no entanto, afetar suas atividades da vida diária, pois prefere continuar morando sozinho. Sua tomografia computadorizada de crânio revelou acentuação dos sulcos corticais com redução volumétrica do encéfalo. Qual das alternativas abaixo define a melhor conduta a ser tomada no momento?
Compartilhar