Questões na prática

Clínica Médica

Nefrologia

Uma paciente de 35 anos, com doença renal crônica de etiologia desconhecida, vinha em terapia dialítica há um ano. Em consulta de rotina, foi identificada fibrilação atrial, iniciando-se o uso de bisoprolol e warfarina. Três semanas depois, em nova consulta, relatou alguns episódios de hematúria macroscópica e verificou-se o aparecimento de livedo reticularis nos membros inferiores. Estes achados levaram o nefrologista a pensar na hipótese mais provável de:

A
calcifilaxia.
B
ateroembolismo.
C
poliarterite nodosa.
D
lúpus eritematoso sistêmico.
Lactente de 18 meses de idade em tratamento de otite média aguda bilateral há 5 dias, retorna à consulta médica por apresentar persistência da febre. Ao exame: apática, com erupções maculopapular no tronco, escleras hiperemiadas e lábios secos com fissuras. As palmas das mãos e as polpas dos dedos estão endurecidas e eritematosas. Hemograma: Hb = 9,5 g/dl, Ht = 31 ml eritrócitos/dl, VCM = 76 fl, HCM = 30 pg, leucócitos = 15.000 (7B/65S/0E/1B/23L/0M), plaquetas = 645.000/mm³ e Velocidade de Hemossedimentação = 65 mm. O diagnóstico mais provável é:
No ciclo grávido-puerperal, o uso de drogas antiretrovirais para o controle de infecção pelo HIV justifica-se pois:
Uma paciente de 36 anos apresenta dor abdominal e diarreia crônica associada à enterorragias paroxísticas. Durante a entrevista médica, os dados obtidos à anamnese e ao exame físico permitiram formular a hipótese diagnóstica de uma doença inflamatória intestinal. Os dados abaixo anotados foram assinalados pelo médico assistente. Todos sugeriam como mais provável o diagnóstico de doença de Crohn, EXCETO (mais sugestivo de retocolite ulcerativa):
Considere as assertivas abaixo sobre o tabagismo: I - A exposição ao tabaco associa-se com tromboangeíte obliterante. II - O tabagismo materno está associado à síndrome de morte súbita do recém-nascido. III - O tabagismo acelera o metabolismo de diversos medicamentos. Quais são corretas?
Compartilhar