Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Gastroenterologia

Pediatria Geral

Uma paciente de 36 anos apresenta dor abdominal e diarreia crônica associada à enterorragias paroxísticas. Durante a entrevista médica, os dados obtidos à anamnese e ao exame físico permitiram formular a hipótese diagnóstica de uma doença inflamatória intestinal. Os dados abaixo anotados foram assinalados pelo médico assistente. Todos sugeriam como mais provável o diagnóstico de doença de Crohn, EXCETO (mais sugestivo de retocolite ulcerativa):

A
Há sinais de acometimento anal, com fissuras locais.
B
Há massa palpável na fossa ilíaca direita e a paciente esteve para ser operada no passado por um quadro de suboclusão intestinal motivado por essa lesão.
C
A paciente não é tabagista - nunca fumou.
D
Existe uma provável fístula enterovaginal.
E
Há evidências de esteatorreia e passado recente de nefrolitíase por oxalato de cálcio.
O exame de imagem mais adequado para o diagnóstico da torção testicular é:
Você está fazendo uma consulta pré operatória numa mulher de 35 anos com feocromocitoma de 5 cm na adrenal esquerda. Ela foi classificada como ASA III (P3). Todos os exames pré operatórios solicitados para o risco cirúrgico estão normais. Sua pressão arterial está 130 x 90 mmHg com uso de fenoxibenzamina 200mg, duas vezes ao dia, já há 3 semanas. Ela também tem recebido implementos de hidratação. Sua frequência cardíaca está em 140 batimentos por minuto. O que fazer?
Em relação à dor no período pós-operatório, qual a alternativa CORRETA?
Crianças com fibrose cística necessitam, em seu tratamento, de vários cuidados, EXCETO:
Compartilhar