Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Uma paciente de 42 anos procura o ambulatório de cirurgia geral com uma USG demonstrando um nódulo cervical em topografia de pólo superior tireoidiano com 2,4 cm e com uma tomografia computadorizada de abdômen com um nódulo de 1 cm em suprarrenal direita. Queixa-se de diarreia nos últimos 6 meses, com tratamento para verminose completo há uma semana. Suas dosagens hormonais tireoidianas são normais, mas a dosagem de calcitonina encontra-se aumentada. As catecolaminas séricas e urinárias também estão dentro da normalidade e seu cortisol plasmático encontra-se dentro da faixa esperada. A natremia é de 140 e a calemia de 3,7. Face a este diagnóstico, tratamento cirúrgico indicado é:

A
Paratireoidectomia total com auto-transplante.
B
Tireoidectomia total com esvaziamento cervical mediano.
C
Supra-adrenalectomia direita por vídeolaparoscopia.
D
Pancreatectomia corpo-caudal com inventário exaustivo da cavidade.
A NPT (nutrição parenteral total) NÃO é indicada em:
Paciente de 38 anos queixa-se de prurido vulvar e corrimento vaginal branco fluído, leitoso e sem odor fétido. O pH vaginal é igual à 3,5. A citologia a fresco, encontram-se flora de lactobacilos vaginais exacerbada, poucos leucócitos, células superficiais, muitos restos celulares e núcleos soltos. O diagnóstico é:
Qual a patologia cirúrgica que em geral apresenta de início: vômitos não-biliosos se iniciados após 3 semanas de vida, podendo surgir na 1ª semana de vida ou somente no 5º mês de vida?
Sr. José está em uso de esquema I para tuberculose há 2 semanas e a filha lhe pede uma consulta domiciliar pois o pai está com pouco apetite, sonolento e vomitando. Ao exame, ele está emagrecido, ictérico (+2/4+), eupneico, normotenso, sonolento, mas o reconhece e refere muito mal estar. Seus últimos exames, feitos há 1 mês, demonstram enzimas hepáticas normais e elevação da creatinina sérica. Você, então:
Compartilhar