Questões na prática

Clínica Médica

Neurologia

Reumatologia

Uma paciente de 52 anos, portadora de esclerose sistêmica progressiva, vem se queixando do surgimento, há dois meses, de dor na hemiface direita, associada à ocasionais parestesias. A explicação mais provável para estes sintomas é o acometimento da seguinte estrutura:

A
nervo facial.
B
ouvido médio.
C
nervo trigêmeo.
D
glândula parótida.
Um paciente de 42 anos, masculino, apresenta-se a um serviço de emergência com queixa de dor abdominal difusa de forte intensidade, iniciada subitamente há 6 horas. Ao exame possui facies de dor e abdômen com rigidez intensa e defesa involuntária difusa. Seus exames de laboratório são inocentes, exceto por discreta leucocitose sem desvios. A rotina de abdome agudo mostra uma lâmina de ar abaixo da cúpula diafragmática direita. Se a cirurgia realizada incluir uma vagotomia troncular, pode ocorrer a chamada síndrome pós-vagotomia, sobre a qual é correto afirmar que:
Um paciente de 42 anos, masculino, apresenta-se a um serviço de emergência com queixa de dor abdominal difusa de forte intensidade, iniciada subitamente há 6 horas. Ao exame possui facies de dor e abdômen com rigidez intensa e defesa involuntária difusa. Seus exames de laboratório são inocentes, exceto por discreta leucocitose sem desvios. A rotina de abdome agudo mostra uma lâmina de ar abaixo da cúpula diafragmática direita. Apesar de todos os cuidados pós-operatórios, o paciente evolui com gravidade e é transferido ao CTI com um importante distúrbio ácido-básico, com os seguintes parêmetros - pH baixo, PCO2 normal e HCO3 baixo. Com base nestes dados, sabemos tratar-se de:
Um paciente apresenta um quadro de queda do estado geral e desconforto abdominal em andar superior. Refere febre diária e o exame físico permite a palpação de um hepatomegalia com defesa voluntária. A ultrassonografia abdominal revela uma lesão intra-hepática de lobo D com 5 cm de diâmetro com nível hidroaéreo. O hemograma mostra 23 mil leucócitos com granulações grosseiras de neutrófilos. A principal origem desta complicação piogênica é:
Paciente portador de endocardite bacteriana apresenta quadro de dor abdominal no quadrante superior esquerdo e esplenomegalia. A tomografia computadorizada de abdome mostra coleção intraesplênica multiloculada com nível hidroaéreo. O tratamento correto é:
Compartilhar