Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia Geral

Uma paciente de 56 anos é submetida a uma ileocolectomia direita devido à adenocarcinoma apendicular por uma incisão mediana infraumbilical, com anastomose íleo-cólica latero-lateral por sutura manual. Profilaxia de trombose venosa é instituída com heparina de baixo peso via subcutânea e antibioticoprofilaxia parenteral é iniciada na indução anestésica. No segundo dia de pós-operatório ela apresenta febre baixa e dispneia em seu quarto e a oximetria mostra uma saturação de 85%. Sua ausculta pulmonar revela creptação em base pulmonar direita, associada à hipoventilação desta área. Uma radiografia de tórax revela então uma hipotransparência em terço inferior de hemitórax direito, com retração ipsilateral da cúpula diafragmática. Face a este quadro pulmonar, pode-se afirmar que:

A
A terapia mais efetiva é a fisioterapia respiratória com manobras respiratórias que promovam profundas e mantidas inspirações.
B
A mobilização do leito deve ser evitada para evitar-se embolização pulmonar, uma vez que o quadro respiratório já se iniciou.
C
O início de antibioticoterapia de espectro específico pulmonar é necessário, uma vez que já existe febre associada.
D
Uma broncoscopia deve ser feita para confirmação diagnóstica e possível tratamento imediato.
A respeito dos mecanismos de retrocontrole responsáveis pela regulação do ciclo mestrual, verifica-se que:
A lombalgia é responsável por uma grande parte das faltas ao trabalho e suas repercussões econômicas. Alguns estudos de demanda estimam que esteja entre os 5 a 10 diagnósticos mais frequentes. Sobre a lombalgia é CORRETO afirmar:
No teste do pezinho é feito triagem para fenilcetonúria (PKU). Com relação a essa patologia é correto afirmar:
Paciente do sexo feminino, 22 anos de idade, com história clínica evidenciando episódios de dor em hipocôndrio direito, náuseas e vômitos, associados à icterícia e colúria, desde a infância. Após a avaliação inicial, realizou ultrassonografia de abdome que evidenciou colelitíase com dilatação de colédoco. Realizou colangiorressonância que mostrou litíase vesicular, dilatação fusiforme de colédoco (+/- 8 cm de maior diâmetro), entretanto sem coledocolitíase e sem dilatação das vias biliares intra-hepáticas. Assinale a alternativa CORRETA.
Compartilhar