Questões na prática

Ortopedia

Uma paciente de 74 anos foi admitida no setor de urgência de um hospital com dores de forte intensidade em região de coluna lombar, após ter caído sentada, da própria altura. O RX da coluna vertebral mostra rarefação óssea e em região de lombar, L4-L5, apresenta achatamento dessas vértebras. Menopausada aos 38 anos de idade, possui um IMC "menor que" 18 Kg/m². Nega outras doenças. Nesse caso, além da fratura em vértebras lombares, podemos afirmar que:

A
a paciente tenha osteoartrose de coluna vertebral, e que tenha piorado as dores após a queda.
B
fraturas de coluna vertebral são complicações frequentes em um paciente com osteoporose.
C
a ausência de osteófitos e esclerose óssea descarta o diagnóstico de osteoporose.
D
será necessário investigar lesões líticas de coluna vertebral, já que a paciente se apresenta com rarefação óssea ao RX de coluna vertebral.
E
artrite reumatoide pode ser um diagnóstico secundário e agravante, neste caso.
Paciente de 19 anos, inicia quadro de dor pélvica há dois dias, associada a corrimento vaginal. Refere intercurso vaginal não protegido com desconhecido há cerca de 14 dias. A exame observa-se colo discretamente hiperemiado, dando saída a secreção purulenta. O toque vaginal mostrava-se extremamente doloroso, mas não havia sinais de irritação peritoneal. Sem queixas urinárias ou intestinais. O diagnóstico mais provável é:
Em relação à fase proliferativa da cicatrização, é INCORRETO afirmar:
Lactente de três meses é atendido com história de estridor inspiratório desde o nascimento. Vem apresentando piora progressiva do estridor e dificuldade de alimentação. Exame físico: afebril, dispneico com retração esternal. O diagnóstico mais provável é:
Paciente masculino, 52 anos, obeso mórbido, queixa-se de dor abdominal recorrente há 2 meses de média intensidade, em hipocôndrio direito, que piora com a ingesta de alimentos gordurosos. Nega icterícia, colúria ou acolia. Traz ecografia abdominal demonstrando presença de cálculo em vesícula biliar, único, de aproximadamente 3cm de diâmetro e lesão polipóide da parede da vesícula biliar, móvel, de 1cm de diâmetro. Assinale abaixo a alternativa incorreta:
Compartilhar