Questões na prática

Ortopedia

Ortopedia

Uma paciente de 74 anos foi admitida no setor de urgência de um hospital com dores de forte intensidade em região de coluna lombar, após ter caído sentada, da própria altura. O RX da coluna vertebral mostra rarefação óssea e em região de lombar, L4-L5, apresenta achatamento dessas vértebras. Menopausada aos 38 anos de idade, possui um IMC "menor que" 18 Kg/m². Nega outras doenças. Nesse caso, além da fratura em vértebras lombares, podemos afirmar que:

A
a paciente tenha osteoartrose de coluna vertebral, e que tenha piorado as dores após a queda.
B
fraturas de coluna vertebral são complicações frequentes em um paciente com osteoporose.
C
a ausência de osteófitos e esclerose óssea descarta o diagnóstico de osteoporose.
D
será necessário investigar lesões líticas de coluna vertebral, já que a paciente se apresenta com rarefação óssea ao RX de coluna vertebral.
E
artrite reumatoide pode ser um diagnóstico secundário e agravante, neste caso.
Com relação à Hemorragia disgestiva baixa, assinale a alternativa correta:
Lactente de 1 ano e 6 meses, com diagnóstico de Tetralogia de Fallot há um mês por sopro, em uso de propranolol. Trazido ao PS pela mãe pois ficou roxinho após aplicação da vacina BCG no posto de saúde. Chegou cianótico 3+/4+, agitado, chorando e foi colocado em oxigenoterapia. FC = 176 bpm, pulsos fortes e perfusão limítrofe. O sopro era sistólico, 3+/6+ em segundo espaço intercostal esquerdo em diamante e ejetivo, irradiando para ponta do coração. FR = 36 irpm, esforço leve a moderado, pulmões limpos. O fígado não era palpável e o abdômen era flácido. Referente ao caso, estará CORRETA a seguinte afirmativa:
Mulher, 75 anos de idade, com doença de Alzheimer, em ambiente asilar, com incontinência esfincteriana prévia, vem há dois dias com agitação psicomotora intercalada por períodos de sonolência. Não teve diarreia e a temperatura medida pela cuidadora foi de 37,8°C. Ao exame físico, apresenta- se sem rigidez nucal, sem sinais de localização, PR: 108 bpm, FR: 21 ipm, ausculta cardiorrespiratória evidenciando discretos crépitos inspiratórios e expiratórios em base, sem variação com a tosse. Abdome flácido, indolor. A investigação deve começar por:
Considere um paciente submetido à correção de hérnia inguinal indireta recidivada, técnica de Shouldice. Retorna ao ambulatório no pós-operatório, com dor testicular e edema no testículo. Qual a hipótese provável e a conduta mais apropriada?
Compartilhar