Questões na prática

Psiquiatria

Um jovem de 25 anos de idade que foi admitido recentemente em um hospital psiquiátrico com diagnóstico de depressão grave, complicada com psicose, é trazida ao serviço de urgências por piora do estado mental e febre. O paciente é incapaz de proporcionar antecedentes, porque está profundamente confuso e afirma que está em Marte. O psiquiatra informa ao clínico que o paciente iniciou recentemente uso de haloperidal e amitriptilina. Os achados físicos incluem temperatura de 40.6°C, rigidez muscular e pele seca. Iniciam-se medidas de resfriamento e acetaminofen. Qual dos seguintes agentes seria mais adequado neste momento?

A
Bromocriptina.
B
Ceftriaxona.
C
Metilprednisolona.
D
Atropina.
Homem de 62 anos de idade, segue em acompanhamento de Insuficiência Cardíaca Congestiva classe funcional III (NYHA). Mantém-se sem descompensações há 1 ano. Do prontuário e informações colhidas junto ao paciente, nota-se o uso de algumas das medicações descritas nas alternativas. Assinale qual das seguintes drogas não altera a mortalidade dessa doença:
Homem veio ao consultório angustiado com exames laboratoriais de rotina realizados em outro serviço. Vê-se duas amostras distintas de glicemia de jejum: primeira = 121 mg/dL e a segunda = 112 mg/dL. Qual é a conduta a ser tomada?
Mulher de 58 anos de idade, em uso de terapia hormonal combinada contínua há 6 anos. Há 4 meses apresenta sangramento vaginal esporádico discreto. A ultrassonografia mostra endométrio de 8 mm e miométrio homogêneo. Com esses dados a conduta é:
Tercigesta, 39 anos de idade, inicia o pré-natal na 28ª semana, referindo palpitações aos grandes esforços. O exame físico revela pressão arterial = 110 x 60 mmHg, pulso = 78 batimentos/min., hiperfonese de primeira bulha e sopro mesosistólico (2+/6+) em foco pulmonar. Esse quadro é compatível com:
Compartilhar