Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Uma paciente é trazida pelo resgate ao pronto-socorro em parada cardiorrespiratória. São iniciadas compressões torácicas e ventilação com bolsa após intubação traqueal. A monitoração eletrocardiográfica mostrou ritmo de fibrilação ventricular. Realiza-se cardioversão elétrica com recuperação a ritmo sinusal, mas a paciente continua inconsciente. A medida terapêutica que pode melhorar o resultado neurológico de seu tratamento posterior é:

A
hipotermia.
B
nimodipina e vitamina E.
C
coma barbitúrico.
D
neuroproteção com citicolina.
A principal justificativa para o emprego do sulfato de magnésio no tratamento da pré-eclampsia grave consiste em:
Considere as afirmações seguintes sobre o uso do fórcipe. I - O fórcipe é baixo quando a apresentação cefálica está visível no introito vaginal, a variedade de posição é OP e o vértice está no plano 0 ou +1 de De Lee. II - São condições de aplicabilidade do fórcipe: esvaziamento prévio da bexiga, dilatação completa, bolsa rota e diagnóstico correto da variedade de posição. III - O fórcipe de Piper é o indicado para as variedades de posição transversas. Qual a alternativa correta?
Sobre o Trauma Renal é CORRETO afirmar:
Lactente que nasceu com 2,8 kg, APGAR 9 e 10, no primeiro e no quinto minuto, respectivamente, sem malformações ou outras alterações, consultou com três meses de vida, e o médico verificou que o lactente apresentava resposta ativa ao contato social (respondeu com sorriso e emissão de sons quando “conversou” com ele), segurava objetos e, quando colocado de bruços, levantava a cabeça, apoiando-se nos antebraços, sendo classificado nesta consulta como tendo desenvolvimento normal. Retorna para consultar com quatro meses de vida, e o médico, na avaliação do desenvolvimento, observa que, além dos marcos da consulta anterior, o lactente localiza sons, busca objetos ativamente e os leva à boca, mas não os transfere de uma mão para outra, muda de posição ativamente (rola), mas não senta sem apoio. Nessa consulta, qual a impressão diagnóstica do desenvolvimento do lactente, considerando o que foi acima informado e a classificação proposta na Caderneta da Criança do Ministério da Saúde?
Compartilhar