Questões na prática

Clínica Médica

Reumatologia

Uma paciente feminina de 58 anos vem para avaliação por artrite reumatoide de 10 anos de evolução, com tratamento irregular. Ela faz uso de prednisona (10 mg por dia), diclofenaco (50 mg uma ou duas vezes por dia) e difosfato de cloroquina (250 mg), baseando-se em uma prescrição de cinco anos atrás. Refere que tentou abaixar a dose de prednisona, mas piora muito dos sintomas de dor articular e rigidez matinal. Ao exame físico, apresenta sinovite de metacarpofalangenas bilateralmente, aumento de volume e perda de extensão de ambos os cotovelos, nódulos na região olecraniana à direita e derrame articular em joelhos bilateralmente. Com relação a essa paciente, é correto afirmar:

A
Nódulos reumatoides desenvolvem-se em 20-30% das pessoas com AR, raramente sintomáticos, e relacionam-se com a artrite reumatoide com fator reumatoide negativo.
B
O tratamento envolve dobrar a dose de prednisona, fazer diclofenaco de horário e penicilamina, que é a droga de escolha nessa paciente.
C
O uso de agentes biológicos é considerado experimental e utilizado em caso de falha de todos os DMARDS (drogas modificadoras de doença).
D
O uso de metotrexate deve ser considerado, na dose de 7,5 a 25 mg semanalmente, após a confirmação do diagnóstico, pela dosagem do fator reumatoide, velocidade de hemossedimentação e proteína C reativa.
E
A chance de esplenomegalia e neutropenia será muito maior se a paciente for caucasiana.
A estrutura anatômica que NÃO está incluída no cordão espermático é:
A avó de um menino de três anos e sete meses de idade mostra-se muito preocupada porque seu neto, desde que iniciou o desenvolvimento da marcha, "só anda na ponta dos pés". Os demais marcos do desenvolvimento não mostram anormalidades e a anamnese revela parto com 33 semanas e Apgar de 3 e 8 que motivaram uma permanência no berçário por 39 dias. Seu acompanhamento no ambulatório de puericultura solicitou um parecer da ortopedia infantil, suspeitando de encurtamento congênito dos tendões de Aquiles. Um exame neurológico minucioso evidenciou anormalidades que apontaram para o diagnóstico de encefalopatia crônica não progressiva que, relacionadas aos dados da anamnese, caracterizavam indicação de exame de imagem do sistema nervoso central. Nesse caso, as anormalidades no exame neurológico mais esperadas são:
Paciente com dor torácica aguda e intensa realiza tomografia computadorizada do tórax que demonstra aorta com descolamento da íntima, apresentando luz verdadeira e luz falsa, o que configura o diagnóstico de:
Lactente de 2 meses dá entrada na emergência pediátrica com parada cardiorrespiratória. Segundo a mãe, após amamentar ao seio materno, a criança adormeceu como de rotina, de bruços. Com relação à síndrome de morte súbita infantil, qual a provável causa de morte do lactente?
Compartilhar