Questões na prática

Clínica Médica

Neurologia

Uma senhora de 63 anos foi admitida no PAM após ter sido encontrada caída em sua residência. Ao exame físico, nota-se nível de consciência rebaixado (Glasgow 11), ausculta cardíaca irregular e desvio conjugado do olhar para a esquerda. ECG compatível com fibrilação atrial. TC mostra hipodensidade acometendo todo o território da artéria cerebral média esquerda, apagamento de sulcos corticais e discreto desvio de linha média. Das medidas abaixo, qual deverá ser evitada inicialmente?

A
Anticoagulação, devido à extensão do infarto e risco de transformação hemorrágica.
B
Correção dos níveis de glicemia.
C
Uso de manitol.
D
Controle dos níveis pressóricos se PAS >=200 e/ou PAD>=120 mmHg.
E
Controle de hipertemia.
Criança com 12 meses de idade foi trazida à consulta por quadro de diarreia, vômitos e febre iniciado há 2 dias instituiu-se reidratação. Por encontrar-se moderadamente desidratada, institui-se reidratação. Foram realizadas coprocultura e pesquisa de leucócitos fecais. A presença de leucócitos fecais sugere:
Um paciente masculino, 58 anos, DM II, HAS, obeso e dislipidêmico chega ao Pronto-Socorro com dispneia e febre há 2 dias. Tem na radiografia de tórax: imagem de condensação em base e 1/3 médio de hemitórax direito. Ao exame físico apresenta-se com: PA: 78 x 46 mmHg, FC: 108 bpm, FR = 26 ipm, torporoso, glicemia capilar de 256 mg/dl, temperatura axilar: 38,3°C. O diagnóstico sindrômico e a melhor conduta seriam:
O método mais apropriado para a identificação de um paciente com potencial de desenvolver uma diátese hemorrágica é:
Mulher, 30 anos de idade, vem apresentando amenorreia há 4 meses, após ter sido submetida à curetagem uterina devido a um abortamento incompleto, de 9 semanas. Não tem outras queixas clínicas. Menarca aos 12 anos, com ciclos de 28 d/3 a 4 dias/++. Mamas sem secreções. Tireoide normal à palpação. Beta-HCG: negativo. O diagnóstico provável do quadro descrito é:
Compartilhar