Questões na prática

Psiquiatria

Uma senhora de 76 anos tem diagnóstico de tumor maligno de sigmoide. Relata que há dois anos foi submetida a cirurgia de prótese de quadril e no pós-operatório evoluiu com confusão mental e alucinações. Diz que após a cirurgia nunca mais foi a mesma pessoa, tornando-se mais esquecida e tendo muita dificuldade para se concentrar. A respeito do delírio e disfunção cognitiva pós-operatória, é correto afirmar:

A
Estão associados a índices de mortalidade hospitalar elevados
B
As sequelas atribuídas ao que aconteceu à paciente no pós-operatório não têm relação direta com seus déficits atuais
C
Como ocorrem logo nos primeiros dias de pós-operatório, não aumentam o tempo de hospitalização
D
Embora a disfunção cognitiva pós-operatória ocorra comumente em cirurgia cardíaca, raramente ocorre em cirurgia não cardíaca
E
Embora comuns, não estão associados a má evolução no pós-operatório
Sobre os aspectos gerais da prematuridade, assinale a alternativa correta:
Augusto, 34 anos, chega à Unidade Básica de Saúde queixando-se de estar “alterado” há 08 meses. Conta que evita contato com as pessoas, sente-se totalmente desestimulado no trabalho e percebe perda das emoções e do prazer, além de déficit de atenção e dificuldade para responder perguntas. Declara que os colegas do trabalho querem ocupar seu cargo na empresa e, por isso, fazem piadas e comentários, às escondidas, da sua situação, o que o deixa mais isolado. Nítido descuido da aparência pessoal. Assinale o diagnóstico mais provável:
Escolar de 10 anos de idade, com história de tosse arrastada há mais de 3 semanas, acompanhada de cefaleia e mal-estar, além de rouquidão. Mãe não sabe afirmar se houve febre. Ao exame físico foi notado sibilância. O irmão de 14 anos apresentou quadro semelhante há 4 semanas atrás, fez uso de amoxicilina, porém sem resposta. Em relação ao quadro acima, qual seria a principal hipótese diagnóstica?
São indicações para instalação de acesso venoso central, EXCETO:
Compartilhar