Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Infectologia

Reumatologia

Vinicius, 45 anos, é empresário e viajará para Manaus a trabalho por 6 meses. Queixa-se de rouquidão pela manhã e azia há 4 anos. Sua mãe contava que ele apresentava episódios de diarreia na infância, acompanhados de distensão abdominal, cólica e assaduras (dermatite) persistentes. Na época foram retirados de sua alimentação o leite e seus derivados, sendo permitido o uso de iogurte. Evoluiu sem sintomas até a adolescência quando abandonou a dieta. Ao exame físico está eutrófico. Foram prescritos alguns medicamentos sintomáticos e inibidor de bomba de próton (IBP), proposta a investigação diagnostica e a profilaxia de doenças do viajante. Vinicius está assintomático após um mês de tratamento diário com IBP. A endoscopia digestiva mostra esôfago de Barret e a histopatologia afasta displasia. A esofagomanometria revela pressão normal do esfíncter esofagiano inferior e ausência de distúrbios motores. Vinicius permaneceu quatro meses em viagem e retorna antecipadamente com fadiga, febre elevada e dor articular intensa, calor e edema em joelho direito, tornozelo direito, dorso do pé e punho esquerdo, além de lombalgia, há uma semana. Deambulava com grande dificuldade e havia recebido diagnóstico de tendinite do Aquileu bilateral. Ao retornar, revela ao médico ter tido relações sexuais sem preservativos com uma colega de trabalho, durante a viagem, seguida, algumas semanas após, de disúria autolimitada. O quadro descrito acima também pode ser desencadeado por:

A
HIV e Staphyloccoccus
B
Candida albicans e Neisseria
C
Shigella e Salmonella
D
Campylobacter e micobactérias
Um homem de 70 anos, fumante, foi internado por hematêmese e melena. A endoscopia digestiva alta revela uma úlcera duodenal com coágulo aderido. Opta-se por tratamento clínico com omeprazol intravenoso, 160 mg/dia, por 3 dias. Após 48 horas, o paciente apresenta melena e sua hemoglobina baixa 2 g%. É correto afirmar:
A respeito das biópsias de linfonodos suspeitos de malignidade, é CORRETO afirmar que:
Pré-escolar de quatro anos de idade, sexo masculino, é atendido no ambulatório de pediatria do Instituto de Medicina da Família da UNIVALI para controle de saúde. O interno do nono período do curso de medicina ao obter a anamnese constata que a mãe realizou apenas três consultas de pré-natal, não tendo realizado qualquer exame laboratorial, que a criança já apresentou seis episódios de otite média aguda, quatro supuradas, havendo negativa de qualquer história de envolvimento com drogas dos pais, porém não afastado a possibilidade de promiscuidade sexual. Ao exame físico constata-se membrana timpânica perfurada com secreção purulenta à otoscopia direita, adenomegalia cervical bilateral e axilar, com gânglios de 0,5 cm de diâmetros, fígado à 4 cm do rebordo costal direito e ponta do baço palpável, peso e estatura no percentil 25. A conduta mais adequada para o caso é:
Durante o acompanhamento ambulatorial, o pediatra identificou que um paciente portador de displasia broncopulmonar apresentava ganho ponderal insuficiente nos primeiros meses de vida. O pediatra solicitou uma série de exames laboratoriais. Após ver os resultados, concluiu que o ganho ponderal insatisfatório era devido:
Compartilhar