Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia do Trauma

Vítima de ferimento por arma de fogo, com orifício de entrada na parede anterior do hemitórax direito, no quinto espaço intercostal (EID), é admitida em Unidade de Emergência. Após estudo radiológico, que revela hemopneumotórax, recebe toracostomia pelo sexto EID. Continua com drenagem de ar e sangue, indicativas de toracotomia, que mostra ferida de cerca de 2 cm bem no meio do lobo médio. Neste caso, o procedimento cirúrgico mais indicado será realizar:

A
sutura em U nas bordas da ferida.
B
lobectomia média videolaparoscópica.
C
trajetotomia e ligadura de vasos e bronquíolos.
D
lobectomia médio-inferior aberta com bitoracostomia.
Paciente, 68 anos, apresenta dor no hipocôndrio esquerdo, seguida de aumento do baço. No esfregaço do sangue periférico, são encontradas hemácias "em lágrima" (dacriócitos). A conduta a ser seguida é:
São achados laboratoriais comuns na síndrome nefrótica por lesão mínima todos os abaixo, exceto:
Um lactente de 10 meses de idade apresentando tosse há mais de cinco dias e febre nos dos primeiros dias do quadro, é atendido na emergência com FC=170 bpm e FR=52 irpm, temperatura de 37ºC, prostrado com taquidispneia, rítmo de galope, diminuição da intensidade das bulhas cardíacas e hepatomegalia. Baseada no relato, responda:
Homem de 56 anos queixa-se de perda da acuidade e turvação visual. Foi examinado pelo oftalmologista que diagnosticou pan-uveíte. O exame físico não mostrou alterações e os resultados de exames sorológicos de sífilis são os seguintes: ELISA – positivo, VDRL = 1/128. Assinale o correto com respeito a esse caso.
Compartilhar