Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia do Trauma

Você avalia um paciente na sala de emergência e conclui que este é portador de uma ferida transfixante de mediastino. Sua conduta deverá ser:

A
Fazer uma toracotomia lateral esquerda, independente da condição clínica após breve ressuscitação.
B
Fazer uma ressuscitação agressiva e só operar após obter ótimos níveis pressóricos.
C
Manter, se o paciente estiver estável, uma observação clínica rigorosa e só fazer exames se houver mudança no quadro clínico.
D
Realizar, se o paciente estiver estável, uma videotoracoscopia e uma mediastinoscopia de rotina.
E
Avaliar, se o paciente estiver estável, com sintomas ou não, as vias respiratórias (com broncoscopia), o esôfago (com endoscopia), o coração e grandes vasos (com arteriografia ou TC) e realizar toracotomia de urgência, de acordo com os exames, se houver necessidade.
Um homem de 45 anos, em investigação de colelitíase, realizou ultrassonografia abdominal, com achado de cisto complexo de 3 cm no maior diâmetro, no pólo superior do rim esquerdo. Foi realizada uma Tomografia Computadorizada de abdome para avaliar o incidentaloma, com laudo confirmando o tamanho e o aspecto da lesão, "altamente sugestiva de carcinoma de células renais". Não havia, ao método, evidência de adenopatia, metástases, envolvimento intravascular ou invasão de glândula adrenal ipsilateral. A intervenção inicial mais apropriada no caso é:
Considere um paciente masculino de 56 anos que chega ao pronto-socorro com uma hérnia encarcerada. Analise as informações abaixo e assinale a única alternativa CORRETA.
Homem de 65 anos, etilista e tabagista, procura atendimento médico queixando rouquidão. Após exame físico a propedêutica indicada é realizar:
Um paciente de 25 anos foi submetido à orquectomia direita para tratamento de tumor de testículo, com diagnóstico anatomopatológico de tumor de células germinativas não seminomatosas. O local mais comum de recorrência tardia desse tumor é:
Compartilhar