Questões na prática

Pediatria

Neonatologia

Você é chamado para atender na sala de parto a um recém-nascido a termo, cuja mãe foi submetida à cesárea de emergência após diagnóstico de desproporção céfalo-pélvica. O recém-nascido nasceu hipotônico, cianótico, em apneia e com frequência cardíaca de 40 bpm, e necessitou de intubação traqueal, massagem cardíaca e 1 dose de adrenalina endovenosa para recuperar-se na sala de reanimação. Recebeu escore de Apgar de 1, 3 e 5, respectivamente no 1º, 5º e 10º minutos. Sobre o manejo terapêutico adequado desse recém-nascido na unidade de terapia intensiva neonatal, é correto afirmar:

A
A hiperventilação está formalmente indicada, a fim de reduzir o edema cerebral e melhorar o prognóstico da lesão cerebral no recém-nascido.
B
A infusão de bicarbonato para correção de acidose metabólica deve ser feita de modo criterioso, pelo risco de hipercapnia e de acidose intracelular.
C
A oferta hídrica deve ser liberal, a fim de reduzir o risco de insuficiência renal pré-renal.
D
Se indicado, o anticonvulsivante de primeira escolha para o caso é o diazepam.
E
A oferta de glicose deve ser ajustada, com o objetivo de manter uma glicemia acima de 150 mg/dL, a fim de evitar o risco de hipoglicemia e consequente dano cerebral adicional.
Mulher, 73 anos de idade, com hipercolesterolemia, apresentou síncope de duração de 5 minutos em domicílio. Filha nega o uso de medicações, exceto sinvastatina e colírio para glaucoma. Esteve no cardiologista há 3 meses, que não recomendou novas medidas. Foi trazida ao PA onde se apresenta confusa, com pulso radial de 36 bpm, com pausas à inspiração. TA: 120 x 60 mmHg, FR: 20 ipm. Mucosas coradas, sem sinais neurológicos de localização ou de irritação meníngea. Pulmões limpos. Ausculta cardíaca mostra bulhas arrítmicas à custa de pausas, que duram até 30 segundos, além de sopro sistólico suave em foco aórtico. A melhor conduta imediata é:
Paciente, 7 anos de idade, procedente da zona rural, é internado com quadro de dor abdominal há 3 dias em cólica de média intensidade, anorexia, tosse e febre diária de baixa intensidade. Ao exame, REG é nutricional, palidez cutaneomucosa. Abdome volumoso, SM visceromegalias, doloroso à palpação. Hemograma com 9400 leucócitos, 58% segm., 1% bast., 10% eosinófilo, anemia microcítica e hipocrômica moderada (Hb: 7,0; Ht: 26%), ausência de células anormais. RX de tórax com infiltrado inflamatório intersticial. Para o diagnóstico, deve-se solicitar:
Para se evitar trombose arterial, é necessário inibir a agregação plaquetária. Dentre as substâncias (natural ou medicamentosa) abaixo, indique a que NÃO inibe a agregação das plaquetas:
Você examina um paciente grave com má perfusão capilar periférica, oligúrico e fácies de angústia. Você implanta um cateter de Swan-Ganz e obtém os seguintes parâmetros: saturação venosa mista de O2 = 53%. Lactato arterial de 6,5 (alto), pressão encravada capilar pulmonar (PECP) = 10 mmHg. Pressão venosa central = 25 mmHg. Diferença artério-venosa de O2 aumentada e débito cardíaco diminuído. Seu provável diagnóstico é choque:
Compartilhar