Questões na prática

Psiquiatria

Você é responsável pelos cuidados clínicos prestados a homem de 80 anos, internado com pneumonia e descompensação do diabetes melitus. Durante as visitas hospitalares matinais rotineiras você encontra o paciente sonolento e, nas duas últimas noites, você tem recebido telefonemas da enfermeira do turno da noite, relatando que o paciente apresentou agitação ao entardecer, não aceitando os medicamentos ou alimentos por via oral. Sobre o quadro acima, é correto afirmar, EXCETO:

A
É importante afastar hipoxemia, distúrbios hidroeletrolíticos e insuficiência coronariana como causa associadas ao fenômeno.
B
Trata-se de delirium, que também pode se manifestar com sintomas de hipoatividade, apatia, desatenção e alentecimento cognitivo.
C
É mais freqüente no paciente desnutrido, com déficit cognitivo ou etilista.
D
Uma estratégia adequada para o manejo do caso é orientar a contensão física do paciente e administrar sedativos benzodiazepínicos
E
Os sintomas causarão aumento da permanência hospitalar e maior risco de morte.
Sobre o fígado, assinale a alternativa INCORRETA.
Lactente de 9 meses apresenta febre, diarreia e vômitos há dois dias. Mora em área rural e só consegue transporte para serviço de saúde no terceiro dia de doença. Segundo a mãe, está sem urinar há mais de 12 horas. Quando a criança é examinada, percebe-se que está afebril, respiração gemente e curta, frequência respiratória de 72 irpm, palmas das mãos e plantas dos pés rosadas, pulso fino, perfusão periférica rápida e mucosas secas. A frequência cardíaca é de 168 bpm, e a PA é de 60 x 20 mmHg. Apresenta ainda edema em face interna das coxas e abdome distendido com discreto edema de parede. Ausculta cardíaca e respiratória são normais. A gasometria arterial em ar ambiente mostra pH: 7,16; PaCO2: 22; PaO2: 75; BE: -9; HCO3: 12. O sódio sérico é 138, e o potássio, 5,5. No caso acima, doze horas após a admissão, o paciente estava intubado, em ventilação mecânica, em uso de dopamina na dose de 5 mcg/kg/min, com diurese de 1,8 ml/kg/hora e com sangramento digestivo intenso, pulmonar e pelos locais de venopunção. A PA está acima do percentil 10 para idade. O coagulograma mostra plaquetas séricas de 72.000, TP e TTPA alargados, AE de 32%, INR de 1,8 e fibrinogênio baixo. O paciente está com saturação de 98% com FiO2 de 0,45, gasometria com pH de 7,35, PaO2 de 94, paCO2 de 30, HCO3 de 18 e BE de -2. O diagnóstico que se impõe é:
Recém-nascido a termo, peso ao nascer de 3.400 g, Apgar 9/9, gestação sem intercorrências, vem para consulta de rotina no 28º dia com teste do pezinho apresentando TSH baixo (85). A mãe relata que a criança é ativa, suga bem. Apresenta bom ganho ponderal e exame físico normal. A conduta indicada é:
Uma mulher de 70 anos, previamente hígida, é submetida a uma artroplastia de quadril. No segundo pós-operatório passa a apresentar alteração do ciclo vigília-sono e déficit de atenção. NÃO se espera encontrar nessa paciente:
Compartilhar