Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Você, médico, está andando na praia e encontra uma criança de, aproximadamente, 5 anos, desacordada na beira do mar. Ela está cianótica, respiração agônica, secreção abundante em boca, sem pulsos. Olha ao redor e percebe que está sozinho. No caso descrito você encontrou um colega seu que estava por perto e que o ajudou até o SAMU chegar. O médico da equipe do SAMU não conseguiu entubar o paciente e usou uma máscara laríngea. O paciente continuou sem pulso e em parada cardíaca; mesmo após as ventilações e compressões torácicas conseguiram um acesso intraósseo (IO) para a administração de medicação. Responda, respectivamente: qual a relação compressão/ ventilação usada por você e seu colega; a relação compressão/ventilação utilizada com o paciente, usando a máscara laríngea, qual a droga de primeira escolha a ser utilizada e a dose pela via IO?

A
30:2; 30:2; adrenalina 0,1 mg/kg/dose.
B
30:2; assincrônicas; atropina 1 mg/dose.
C
30:2; compressões ininterruptas c/ 8 a 10 ventilações por minuto; adrenalina 0,1 mg/kg/ dose.
D
15:2; compressões ininterruptas c/ 8 a 10 ventilações por minuto; adrenalina 0,01 mg/kg/ dose.
E
5:1; compressões ininterruptas c/ 8 a 10 ventilações por minuto; adrenalina 0,01 mg/kg/ dose.
Com relação à retinopatia diabética, pode-se afirmar que:
Lactente de 8 meses é levada ao Pronto Socorro devido quadro de irritabilidade e febre alta há 3 dias. A mãe informa que, há cerca de uma semana, o lactente parece resfriado e houve piora significativa nos últimos dias. O exame físico revela abaulamento de membrana timpânica a esquerda e tumefação dolorosa retroauricular homolateral. A conduta neste caso é:
Um carteiro de 60 anos foi atendido com dor em torno do quadril esquerdo, que dificultava a deambulação e o fazia faltar ao trabalho há vários dias. No exame osteoarticular, o médico observou piora importante da dor à abdução da coxa. Tal manifestação indica, como mais provável, a hipótese de:
Há alguns anos, você vem tratando um homem de 68 anos com ICC por cardiomiopatia dilatada. Ele se mantém compensado, apesar da fração de ejeção de 30% e do aumento global do coração. Está em uso de diurético e captopril, mas não tolerou o betabloqueador que você tentou aditar à terapia por diversas vezes. Ele adentra a emergência hospitalar com palpitação e dispneia, iniciadas poucos minutos antes. O ECG mostra fibrilação atrial com resposta ventricular rápida. Após cardioversão elétrica bem-sucedida, a droga mais indicada para a manutenção do ritmo sinusal será:
Compartilhar