Questões na prática

Pediatria

Neonatologia

Você recebe em sua unidade de saúde da família uma adolescente de 17 anos vinda do interior. Ela está no puerpério recente (3 dias) de seu segundo filho, um menino que nasceu em casa no final de semana. Ela foi à Maternidade onde estimaram seu capurro em 36 semanas, o peso de 2,0 kg, estatura de 45cm e perímetro cefálico de 32cm. Ao exame clínico, o bebê apresenta apenas criptorquidia unilateral. Você a orienta a:

A
Vacinar o bebê contra hepatite B e BCG.
B
Procurar um cirurgião pediátrico, pois o bebê necessita o quanto antes de uma cirurgia devido à criptorquidia pelo risco de degeneração maligna.
C
Aguardar que o bebê atinja o peso de 2,5kg para que possa fazer o teste do Pezinho.
D
Que o bebê terá duas idades até os dois anos - a cronológica (desde a data em que nasceu) e a corrigida pela idade gestacional.
E
Iniciar a suplementação profilática de fumarato de ferro IM.
Mulher de 38 anos queixa-se de desânimo e fraqueza. Exames séricos hormonais: tiroxina livre (T4 livre): 0,4 ng/dl (valores normais: 0,8 a 1,9 ng/dl) e hormônio tireoestimulante (TSH): 0,5 mUI/ml (valores normais: 0,4 a 4,0 mUI/ml). O diagnóstico mais provável e a conduta inicial são, respectivamente:
Segundo a classificação histopatológica baseada na OMS para os astrocitomas cerebrais, pode-se afirmar que:
Um viajante realiza uma refeição fugaz em restaurante de beira de estrada, alimentando-se, basicamente, de saladas e queijos. Cerca de 24h após desenvolve diarreia aquosa, com cólicas. Admitindo a hipótese de intoxicação alimentar bacteriana, você consideraria como agente causal mais provável:
Gestante comprovadamente com 31 semanas deu entrada na maternidade do HUGG apresentando quadro de rotura prematura das membranas, sem apresentar qualquer outra anormalidade, não apresenta metrossístole e o concepto encontra-se hígido após avaliação clínica e ultrassonografia. Diante desse quadro escolha a conduta que considere adequada.
Compartilhar