Revalida 2020: conheça as mudanças da nova edição e como se preparar

Revalida 2020: conheça as mudanças da nova edição e como se preparar

Índice
Índice
Sanar Residência Médica
5 min91 days ago

O Revalida

O Exame Nacional de Revalidação de Diplomas, o Revalida, é uma prova criada para simplificar o processo de reconhecimento de diplomas de medicina emitidos por instituições de ensino estrangeiras. Antes da sua criação cada Instituição de Ensino Superior Brasileira tinha o seu próprio processo de validação.

Para atuar como médico no Brasil, o estudante formado no exterior (mesmo brasileiro) precisa fazer o reconhecimento do seu diploma. Só assim ele poderá solicitar ao Conselho Regional de Medicina a autorização para  trabalhar.

A primeira edição do Revalida foi em 2010, como projeto piloto, mas só foi instituído oficialmente em março de 2011.

Revalida 2020

O Ministério da Educação (MEC) afirmou na quinta-feira (28.11) que em 2020 será aplicada uma nova edição da prova do Revalida (Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira).

revalida MEC

Veja o pronunciamento do ministro da Educação, Abraham Weintraub, no seu IGTV.

Cerca de 15 mil profissionais formados em medicina em outros países esperam a prova, que não é aplicada desde 2017, para atuarem legalmente como médicos no Brasil.

O anúncio do MEC ocorre no dia seguinte em que os senadores aprovam as novas regras para revalidação de diploma médico. O projeto aprovado (PL 6.176/2019) agora vai para a sanção presidencial.

Pela proposta, o Revalida será aplicado semestralmente, e o edital será publicado 60 dias antes da realização do exame escrito. A prova será realizada em duas etapas: exame teórico e exame de habilidades clínicas.

Taxa de inscrição

De acordo com o texto aprovado, os custos da realização do Revalida serão cobrados dos inscritos, “a custo zero para os cofres públicos”, segundo Abraham Weintraub. Com isso, quem arcará com todas as despesas de aplicação da prova serão os candidatos, que pagarão taxas mais altas que as das últimas edições.

Em 2017, a inscrição para a primeira etapa do Revalida era de R$ 150 e para a segunda R$ 450. Agora, a primeira etapa passa a custar 10% do valor mensal da bolsa do médico-residente (R$ 330) e a segunda R$ 3.300. 

O candidato reprovado na segunda etapa estará habilitado para realizar o exame nas duas edições seguintes, sem a necessidade de fazer a primeira etapa novamente.

Aplicação de provas

A novidade da proposta é que faculdades privadas com avaliação 4 e 5 no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) também poderão participar do programa. Atualmente, somente universidades públicas podem aplicar a prova.

Etapas do Revalida

O Revalida é um processo que compreende duas fases:

1ª Fase: Exame Objetivo – Caráter Eliminatório.

A primeira etapa do processo é realizada através de uma prova de 100 questões de múltipla escolha que abordam os temas da matriz de correspondência curricular. Além disso, há ainda 5 questões escritas sobre os mesmo temas (veja a descrição do último edital).

Para ser aprovado na primeira fase é necessário possuir 85 acertos ou mais na soma das notas da prova objetiva e da prova discursiva.

Confira a Matriz de Correspondência Curricular.

2ª fase: Habilidades Clínica – Caráter Eliminatório.

A segunda etapa é composta de 10 estações práticas que conferem 10 pontos cada e a pontuação para aprovação deve ser superior ou igual a 62 pontos.

Como se preparar para o Revalida

A Sanar Residência Médica tem um curso preparatório para o Revalida perfeito para você que quer revalidar o seu diploma no Brasil através do programa Revalida.

O Curso Extensivo para o Revalida foi idealizado e construído por uma equipe de professores especialistas em provas e exames de medicina.

Mais informações?

Essas matérias podem te interessar:

Fonte: G1, Agência Senado, Gazeta do Povo.

Compartilhe com seus amigos:
Tire 10 nas provas da faculdade

Estude com as melhores aulas de professores padrão USP onde você estiver no SanarFlix.

Vídeo-aulas

Fluxogramas

Mapas mentais

Resumos

Questões comentadas

Cancele quando quiser

Seja aprovado na Residência

Paciente do sexo feminino, 65 anos, com nódulo na tireoide identificado em exame físico, com 2,0 cm de diâmetro, endurecido, em lobo esquerdo. Realizada ultrassonografia da glândula tireoide, caracterizando nódulo sólido de 2,0 cm em lobo esquerdo e nódulo de 1 cm no lobo direito, e com laudo final de "bócio multinodular". A melhor conduta seria:

A
observação clínica.
B
tratamento com tiroxina em doses supressivas.
C
tomografia computadorizada para confirmar multinodularidade.
D
exame citológico de material obtido por punção biópsia aspirativa por agulha fina.
E
radioiodoterapia.
Termos de Uso | Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.