Ciclos da Medicina

Sete vantagens de se associar às Ligas Acadêmicas

Sete vantagens de se associar às Ligas Acadêmicas

Compartilhar
Imagem de perfil de SanarFlix

Se você pensa em trazer diferenciais para a sua graduação, com certeza já ouviu falar sobre as Ligas Acadêmicas. Mas, afinal, o que são? As ligas são grupos estudantis, sem fins lucrativos, que tem como objetivo o desenvolvimento extracurricular dos alunos. 

As atividades das ligas consistem, na maioria das vezes, em focar e aprofundar em uma determinada área médica, explorando-a sob diferentes perspectivas e métodos. Essa prática já é rotina entre os estudantes universitários no Brasil, sobretudo nos cursos de saúde. 

Listamos as 7 principais vantagens para sua carreira de participar das Ligas Acadêmicas:

1ª: Aprendizado Teórico

O aprendizado teórico é um dos primeiros pressupostos quando se pensa em entrar em uma liga. Seja através de aulas, palestras ou discussões, aquele é um momento para fomentar o estudo dos ligantes e a diversidade de estratégias utilizadas nas sessões, com certeza são um diferencial para a compreensão dos temas propostos.

2ª: Aprofundamento

Se associar a uma liga acadêmica é especialmente interessante para dois grupos de pessoas: 

  1. Para as pessoas que já tem ideia da sua área de preferência e que querem ter esse contato mais próximo com o tema desde o comecinho da faculdade;
  2. Aqueles que têm interesse em uma área pouco trabalhada no currículo obrigatório do seu curso. 

As ligas são uma escolha muito assertiva para esse aprofundamento e para guiar os estudos da forma que lhe for mais interessante.

3ª: Atividades Práticas nas Ligas Acadêmicas

Não é incomum que o aluno de medicina, já nos primeiros semestres, anseie por atividades mais técnicas, pelo contato com o paciente, pelas tão esperadas aulas de sutura etc.

Muitas vezes, as práticas proporcionadas pelas ligas acadêmicas são a forma mais fácil e rápida de ter contato com esse tipo de experiência já no começo do curso! Isso te permite estar um passo à frente e vivenciar as práticas de forma mais precoce.

4ª: Maior contato com a população

Atividades de extensão frequentemente fazem parte da rotina de uma liga acadêmica. Isso permite que o aluno tenha contato direto com o público, seja em forma de atendimento, seja ofertando palestras, ou em atividades de educação em saúde. Fazendo com que esses momentos de aproximação sejam mais frequentes e naturais para o(a) médico(a) em formação.

5ª: Produção científica através das Ligas Acadêmicas

Outro ponto interessante, que pode ser estimulado pelas ligas acadêmicas é a participação em eventos e publicações de trabalhos científicos. É frequente que o eixo pesquisa esteja presente na dinâmica das ligas e a maior parte dos serviços de residência valorizam as publicações, isso acaba se tornando uma boa vantagem competitiva. Muitos alunos se atentam para isso só ao final do curso, quando não há mais tempo para o desenvolvimento desses projetos.

6ª: Networking proporcionado pelas Ligas Acadêmicas

O convívio mais próximo com alunos de outros semestres e professores/profissionais especialistas, às vezes de fora da instituição, com certeza é um ponto forte da participação em ligas acadêmicas.

Essa rede de contato que é estabelecida, comumente funciona como pontapé inicial da cartilha de networking. Fundamental ao profissional da carreira médica. Conhecer pessoas de importância do tema pode render bons frutos, como por exemplo:

  •  Participação em projetos de iniciação científica; 
  • Estágios extracurriculares; 
  • Oportunidades no exterior.

7ª: Desenvolvimento de outras habilidades e competências

A rotina de uma liga acadêmica envolve também atividades “burocráticas” e organizacionais. Essas, estimulam o desenvolvimento de habilidades que vão desde o âmbito interpessoal até a parte instrumental, com uso de diversas tecnologias para as dinâmicas de encontros ead, apresentações, planilhas etc. 

Desde cedo você aprende a planejar eventos, contactar profissionais para as aulas, cuidar dos recursos financeiros, prospectar patrocínios, dentre outros. Tudo isso vai contribuir para o momento em que você precise montar seu consultório ou qualquer tipo de negócio dentro da área médica.

Gostaram? Torcemos para que esse checklist tenha mostrado que a participação em Ligas Acadêmicas pode ser uma espécie de “divisor de águas” na trajetória acadêmica.

Tornando-os protagonistas e desenvolvendo ainda mais as competências pertinentes à profissão. Então, se você é um visionário e já tem essa ideia, procure uma liga que te proporcione essa experiência e mãos à obra!

Conteúdos Relacionados