5 dramas da Residência Médica que você precisa saber!

Os 5 dramas da Residência Médica que abordaremos nesse texto são inerentes à esse tipo de especialização. E como muitos optam por ela como carreira, é muito importante reconhecê-los antecipadamente. Isso acontece pela alta carga horária, a responsabilidade exigida e a necessidade de praticamente imersão total na função. Além de, claro, tudo isso sob remuneração não muito proporcional às exigências da rotina como médico residente. Entretanto, o estudante de medicina está sujeito a um mundo em que tudo o indica para o objetivo de fazer residência. Logo, optar por esse caminho é quase instantâneo. E assim, passar na residência é a meta da maioria dos recém-graduados no curso. Porém, mesmo que tão almejada, é necessário termos sobriedade para refletir sobre os dramas presentes na modalidade de especialização. Por isso, confira aqui 5 dramas da residência médica que você precisa saber para ser capaz de antecipá-los e tomar decisões mais acertadas na sua carreira! Drama #1: O desafio de passar na residência. Irônico, mas o primeiro drama da residência precede o início dela. Afinal, em um cenário onde não há vagas para todos os candidatos, a concorrência acirrada gera muita ansiedade e diversos conflitos. A expectativa é alta, a pressa também. Portanto, o médico recém formado precisa assumir um modelo de vida que caiba os estudos para ser aprovado na desejada residência. Isso significa, em grande parte dos casos, muita dedicação de tempo para os estudos. E também, investimento financeiro significativo! Nesse contexto, muitas vezes, é preciso adiar a

SanarMed Pós Graduação

4 min28 days ago

Reumatologia: residência, duração, salário, atuação e mais!

A reumatologia é a especialidade médica que se ocupa das doenças reumáticas. Essas patologias acometem os tecidos conjuntivos, que são as articulações, ossos, músculos, tendões e ligamentos. A área de atuação do reumatologista é algo muito questionado – e a resposta também é incerta. A inflamação é o ponto comum entre as doenças reumatológicas, no entanto, ela pode ocorrer em qualquer órgão e, às vezes, de forma simultânea em diversos sistemas. O resultado são quadros clínicos complexos, que exigem conhecimento amplo da clínica médica para o diagnóstico e tratamento adequados. Neste artigo, você vai saber mais sobre essa especialidade, conhecendo a rotina do profissional, o mercado de trabalho e a residência médica em reumatologia. Continue lendo! O especialista e sua rotina Como você já sabe, a reumatologia é uma especialidade que tem um conceito bastante amplo e a inflamação é uma questão presente nas doenças reumatológicas. Muitas vezes, ela tem origem autoimune. As principais doenças acompanhadas pelo reumatologista são classificadas pelo mecanismo de lesão: doenças difusas do tecido conjuntivo: lúpus sistêmico, artrite reumatóide, esclerose sistêmica, doença muscular inflamatória, policondrite recidivante, doença mista do tecido conjuntivo, Síndrome de Sjogren;doenças osteometabólicas: osteoporose, doença de Paget, osteomalácia, hiperparatireoidismo;vasculites sistêmicas: poliangeíte granulomatosa, arterite temporal, poliarterite nodosa, entre outras;doenças degenerativas: osteoarterite;reumatismos extra-articulares: fibromialgia, bursites, tendinites, fasceíte plantar;espondiloartrites;artropatias microcristalinas: gota e condrocalcinose;artropatias reativas: febre reumática, doença Lyme, hepatite C, artrites infecciosas, osteomielite;artropatias secundárias e doenças não reumáticas: diabetes, neoplasias, hipotireoidismo;artropatias intermitentes: reumatismo palindrômico, febre familiar do mediterrâneo. Um reumatologista pode atuar em diversas áreas: realizando ultrassonografias e procedimentos invasivos ou em laboratórios, estudando técnicas de determinação de genes, anticorpos etc. Também existe a possibilidade de trabalhar na indústria farmacêutica, em pesquisas clínicas

Sanar Residência Médica

4 min29 days ago

Nefrologia: residência, áreas de atuação, rotina e mais!

A nefrologia é uma especialidade clínica da medicina, que estuda a função dos rins e trata as doenças relacionadas a esse órgão e ao trato urinário.  Os rins possuem funções importantes para a manutenção da homeostase. Eles são responsáveis pela produção da urina, regulam eletrólitos e água e mantém os equilíbrios da pressão arterial e ácido-base. Muitas medicações e substâncias exógenas são processadas nos rins. Já o néfron é a unidade funcional do órgão, com capacidade de filtrar as impurezas do sangue. Se você se interessa por essa especialidade e quer saber mais sobre ela, continue lendo este artigo! aqui, vamos falar sobre a rotina do especialista, mercado de trabalho e residência médica em nefrologia. Acompanhe! O especialista e sua rotina O nefrologista pode trabalhar em diversas áreas de atuação: injúria renal aguda: patologia caracterizada pela súbita perda de função renal;doença renal crônica: perda lenta e progressiva da função renal;terapia renal substitutiva: dividida entre centros de hemodiálise, hemodiálise noturna/domiciliar, diálise peritoneal e transplante renal;nefrologia intervencionista: área crescente, onde o especialista é responsável por alguns procedimentos como implantação de cateteres;consultório: além do acompanhamento da doença renal crônica, o nefrologista também lida com os cuidados para hipertensão arterial sistêmica, infecção urinária, calculose renal. Boa parte dos nefrologistas costuma fazer plantão em clínicas de hemodiálise e atender pacientes portadores de insuficiência renal crônica. Também existe a possibilidade de trabalhar fazendo visitas em UTIs e enfermarias em um período e, no outro, retornar às clínicas de terapia, consultórios ou unidades de transplante. As clínicas de hemodiálise geralmente oferecem empregos em regime de plantão, que costuma durar 14 horas. Nesses lugares são realizados três turnos, onde os pacientes fazem o tratamento

Sanar Residência Médica

3 min35 days ago

10 Hábitos que podem ser prejudiciais para o desempenho dos seus estudos.

Com muita frequência damos dicas e informações sobre qual a melhor forma de estudar, ou como potencializar o seu aprendizado. Mas raramente falamos de quais hábitos são prejudiciais para ser aprovado na prova de Residência Médica. Neste texto vamos apontar o que você está fazendo de errado. Vamos fazer assim: você começa lendo o texto com 10 pontos, quando se deparar com um hábito que frequentemente adota, perde 1 ponto. Ao final do texto contabilize quantos pontos sobraram. Vamos lá!  1. Estudar enquanto assiste televisão (ou série)  (-1 ponto) Tentar assimilar um assunto complexo enquanto há barulho de televisão é a receita para o fracasso. Durante algum tempo a premissa de que “eu só consigo estudar com o barulho da televisão” foi usada, mas hoje sabemos que isso prejudica a sua atenção, desviando seu foco e te impedindo de se dedicar ao que realmente precisa. Caso o seu ambiente de estudo seja barulhento (o ideal é que não seja), aqui vão duas dicas: – use tampão de ouvido– escute música no fone de ouvido: uma pesquisa estudou que músicas sem letra, como as clássicas ou ambientais, são a melhor escolha para se concentrar.  2. Beber muito café (-1 ponto) O consumo de estimulantes como café, açúcar, energético podem ser muito prejudiciais na hora do estudo. Ainda que a cafeína possa te dar energia imediata – dando a sensação de concentração – o benefício será curto, pois a queda da disposição também é muito rápida. Um artigo da Mayo Clinic, Caffeine: How much is too much?, afirma ainda que o consumo da cafeína pode desencadear efeitos de abstinência, incluindo dores de cabeça e dificuldades para se concentrar. 

Sanar Residência Médica

4 min35 days ago

Como acelerar os estudos mantendo a qualidade de vida?

É possível sim acelerar os seus estudos com qualidade de vida. Ao longo deste artigo você vai entender o porquê.  Manter a qualidade de vida é algo que extrapola o momento do estudo. Tudo é importante, inclusive estudar. Qualidade de vida envolve o que você come (e como come), aquela dor na coluna de ficar sentado muito tempo, a hora de dormir, a hora de acordar… e, também, o momento de estudar. Estudar para um prova de Residência Médica não é uma corrida, e sim uma maratona: quem chega até o final é quem manteve a disciplina, a rotina, e a qualidade de vida durante todo o ano. Não tem muito segredo quanto a isso. Mas caso você esteja atrasado nos estudos, saiba que ainda é 100% possível que você acelere a revisão mantendo a sua qualidade de vida. Nada de passar a madrugada estudando, e nada de beber 1L de café por dia. Não se comprometa desta forma, pois você estará regredindo, e não avançando nos estudos.  Não durma durante o dia Se você tem o costume de dormir durante o dia é melhor repensar este hábito. Ao acordar você terá dificuldade para ficar alerta e conseguir voltar a estudar com a mesma energia. É como desligar o carro em lugar frio. Para o motor pegar novamente, demora.  Caso você tenha reservado um dia inteiro para estudar, lembre-se que não adianta estudar por muito tempo porque a performance não se mantém. Neste caso, o ideal é você fazer intervalos, e caso queira tirar um cochilo, não ultrapasse 20 minutos. Um estudo publicado no American Journal of Epidemiology em 2014 mostrou que as longas sestas

Sanar Residência Médica

4 min35 days ago

Assistência à paciente vítima de violência sexual | Colunistas

A violência sexual pode ser definida como qualquer evento sexual realizado por uma pessoa sobre a outra, sem o seu consentimento. De acordo com a Convenção de Belém do Pará, a violência sexual também pode ser entendida como qualquer ação violenta baseada no gênero que resulta ou tenha potencial para resultar em dano sexual, físico ou mental para a mulher, não sendo excluído ameaças, coerção ou privação arbitrária de liberdade, ocorrida em público ou na vida particular. A violência contra a mulher é um problema de saúde pública, além da violação aos direitos humanos, pois acarreta consequências físicas, psíquicas e emocionais. Embasando-se na Lei nº 12.015, de 7 de agosto de 2009, Título VI (dos crimes contra a dignidade sexual), Capítulo I (dos crimes contra a liberdade sexual), artigo 123: O estupro é definido como o ato de “constranger alguém mediante violência ou grave ameaça, a ter conjugação carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso”, tendo pena de reclusão por 6 a 10 anos. A notificação dos casos de violência contra mulher é obrigatório. Se o paciente for menor de idade, deve-se notificar o Conselho Tutelar ou a Vara da Infância e da Juventude. Além disso, no Brasil, é lei que durante o atendimento sejam observados os princípios do “respeito à dignidade da pessoa, da não discriminação, do sigilo e da privacidade” e para que o atendimento à saúde seja feito, dispensa a apresentação de boletim de ocorrência policial. A violência contra mulher abrange repercussões físicas e mentais. Dentre as físicas, tem-se: risco de contaminação por infecções sexualmente transmissíveis, risco de gravidez indesejada, frequentemente ferimentos e até mesmo outros tipos de agressão como violência doméstica. No âmbito do dano mental,

Ana Cantarino

4 min37 days ago

7 dicas para uma rotina de estudos que te leve a aprovação na residência

Criar uma rotina, seja ela de estudos, ou de atividade física ou de alimentação não é fácil. Nunca é. Ora, se fosse fácil não haveria tantos livros, palestras, TED Talks ou pesquisadores se debruçando em cima deste assunto. Por mais resistente que a maioria das pessoas seja para criar uma rotina, o nosso organismo precisa dela. Começar a fazer atividades em horários diferentes confunde o cérebro e dificulta a concentração. Em entrevista à Extra (grupo Globo), a neurocirurgiã Michelle Ruback afirma que “o nosso cérebro funciona por repetição, então quanto mais você fizer daquela atividade, menos difícil aquilo será e menos cansativo se tornará para a mente e o corpo”. Ou seja: estudar todos os dias ás 20h, por exemplo, será difícil e cansativo no começo, mas com o passar dos dias, vira costume. A sua rotina de estudos virará um hábito.  Além disso, é imprescindível criar e manter uma rotina de estudos eficiente, para que você possa organizar todos os assuntos que serão cobrados na prova (que não são poucos) e garantir que estará bem preparado!  Já te convenci da importância de ter um bom planejamento de estudos? Ótimo. Ao longo desta matéria você irá compreender como montar uma rotina que te leve a aprovação na prova de Residência. Avalie o seu dia a dia e seja organizado O primeiro passo para criar um plano de estudos que seja eficiente é avaliar a sua rotina. Qual horário você acorda? Você ainda é estudante, e tem aulas na faculdade? Você já trabalha? Quais outras atividades ocupam o seu tempo? Tem filhos, e precisa buscá-los na escola? Crie um calendário semanal e inclua nele as

Sanar Residência Médica

4 min38 days ago

5 dicas para estudar Medicina em 2020

Como estudar medicina em 2020? Será que estudar apenas por livros e investir somente na carreira offline é suficiente para o sucesso profissional? Quais os desafios do médico nos dias atuais? Vamos conversar sobre esses temas no post de hoje, com 5 dicas para estudar medicina em 2020 Brevemente me apresentando, meu nome é Monalisa Nunes, sou médica e também trabalho com as redes sociais desde 2015, quando Medicina e mídias sociais ainda não dialogavam muito bem. Hoje, em 2020, vejo que o cenário mudou bastante e é cada vez mais comum a união da Medicina tradicional com o mundo digital. E essa junção pode ser enriquecedora para o sucesso profissional.  Pandemia, pesquisas científicas, pacientes informados e atentos, maior acesso a dados médicos,  marketing digital, cursos e congressos online, falta de tempo. O médico de 2020 é um profissional que precisa se atualizar na velocidade da luz e nunca se exigiu tanto que o os profissionais da saúde estivessem atentos a atualidades científicas e sociais. A pandemia do coronavírus é um exemplo de como a população está cada vez mais envolvida nas pesquisas científicas e de como profissionais que se posicionam bem online podem alavancar o seu sucesso profissional.  Do ciclo básico ao internato: saiba como se preparar para as provas! Minha visão atual é que estudar somente por livros, frequentar aulas presenciais e ser aprovado nas provas não é mais suficiente para o médico ter sucesso profissional. Pelo menos não todo o sucesso que esse mesmo profissional pode alcançar. Mas como fazer isso no meio de uma rotina que, por si só, é extenuante e difícil? Separei algumas dicas que me ajudaram bastante e que acredito que farão toda a diferença

SanarFlix

4 min38 days ago

Síndrome da compressão medular (scm): uma emergência oncológica | Ligas

A Síndrome da Compressão Medular (SCM) é uma emergência oncológica que ocorre por invasão direta da medula e ou seus nervos por neoplasia primária localmente avançada ou por metástases (figura 1.0). 1,2 A gravidade do caso se dá, entre outros fatores, pela velocidade da invasão que influencia a sua expressão clínica. Figura 1.0 – Invasão vertebral por metástase hematogênica. Romero, P. et al., Compressão da coluna vertebral, 2004. O local da medula mais envolvido é a coluna torácica em 70% dos casos, havendo compressão em mais de um nível, seguido por lombossacral – 20% dos casos – que se dá principalmente na cauda equina e compromete os nervos periféricos; e, depois, coluna cervical em 10% dos casos com risco eminente de morte caso atinja acima de C3, pois interrompe o controle da respiração,devido a presença do nervo frênico nessa região.3 Na compressão do cone medular, a disfunção autonômica pode ocorrer precocemente. Quando se trata de metástase, a via de disseminação sanguínea é a mais comum, todavia alguns tipos podem ter sua disseminação mais frequentemente pelos plexos nervosos8. 1. Vamos entender um pouco mais sobre a etiologia: A compressão medular ocorre mais comumente quando há neoplasia maligna avançada e é a segunda complicação neurológica mais comum depois da metástase cerebral.1,4 Ademais, também pode apresentar-se como primeiro sintoma do câncer1. Em 90% dos casos se dá pelo envolvimento dos corpos vertebrais e em 15% dos casos em câncer paravertebral.5.   Fique atento, pois a maior incidência da SCM está nos cânceres de mama, dos brônquios e da próstata responsáveis por mais de 60% dos casos,1,6 seguidos por linfomas de Hodgkin, mieloma múltiplo e a neoplasia renal (cada um com aproximadamente 10% dos casos)
Filtrar conteúdos
Filtrar conteúdos
Áreas
Ciclos da medicina
Termos de Uso | Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.