Residência Médica: devo fazer um preparatório específico por prova?

A decisão por fazer residência médica engloba uma série de escolhas – que vão da especialidade desejada até o a forma de se preparar para o(s) processo seletivo(s). O profissional de medicina está preparado para enfrentar todas elas com sabedoria e, claro, conhecimento do contexto envolvido. O que quero dizer com isso? Um médico que quer fazer residência em x especialidade precisa decidir a instituição que vai tentar ingressar. Para isso, ele precisa levar em consideração, além de fatores econômicos e sociais, o número de vagas oferecidas e concorrência. Não é aconselhável sair por aí simplesmente tentando tudo que é processo seletivo de residência. Ter um propósito claro e uma preparação focada são os diferenciais para alcançar a aprovação. Importância de fazer um curso de residência médica Parece clichê, mas é a mais pura verdade! Um curso preparatório te ajuda a estudar do jeito certo. Além de todos os materiais oferecidos, através do curso você pode aumentar sua motivação e autoconfiança para prova através do contato com os professores e colegas. Com um curso, o estudante consegue ter um direcionamento sobre como estudar e uma equipe de suporte para tirar dúvidas. A melhor forma de revisar os conteúdos, de fixar o aprendizado, de organizar os resumos, mapas mentais e qualquer outro objetivo de estudo fica mais fácil para quem tem um acompamento. A Sanar Residência Médica se preocupa com todos os detalhes. A nossa equipe de professores, além de super competentes no que fazem também, é extremamente parceira. A gente se preocupa em oferecer uma boa preparação em todos os sentidos através de todos os nossos pontos de contanto – da plataforma do curso até as redes sociais.

Sete super dicas para mandar bem na prova de residência médica

O que fazer na hora da tão esperada prova de residência médica? É possível otimizar o tempo de resposta? Há dicas para se sair melhor? Independente de quantas provas o médico já tenha feito na vida e de toda rotina de estudos, vivenciar um processo seletivo de residência não é fácil. Tanta pela expectativa criada em relação ao resultado como pelo fato de ter que encarar várias questões em um “curto” espaço de tempo. Por isso, é importante adquirir estratégias para ganhar tempo na hora da prova. E conseguir fazer uma boa interpretação das questões. Até porque não adianta saber tudo sobre a especialidade x ou y e não entender o que o enunciado da questão exige. Para te ajudar a não passar aperto na prova teórica de residência, a Sanar reuniu algumas orientações valiosas. Continue lendo esse post para aprender tudinho com a gente. Contextualização sobre a prova de residência médica A estrutura da prova varia conforme a instituição escolhida. Porém, de uma forma geral, o candidato tem cerca de 4 a 6 horas para responder todas as questões. O conteúdo cobrado depende da especialidade escolhida. Se é de acesso direto (exige apenas graduação em medicina) ou com pré-requisito (exige ter graduação e especialização). As questões da maioria das provas de acesso direto costumam ser divididas igualmente entre as cinco grandes áreas da Medicina: Clínica Médica;Cirurgia Geral;Obstetrícia e Ginecologia;Pediatria; eMedicina Preventiva e Social. Para as especialidades com pré-requisito, geralmente, o candidato responderá questões específicas sobre a área de atuação que deseja se especializar. Além dos estudos, o primeiro passo para ter sucesso é ler

Residência Médica do Sabará Hospital Infantil (HIS)

Saiu o edital 2022 de residência médica do Sabará Hospital Infantil!!! Desde 2019, a Fundação José Luiz Egydio Setúbal, mantenedora do Sabará Hospital Infantil, promove o o Programa de Residência Médica em Pediatria Geral e Medicina Intensiva Pediátrica. O objetivo do programa é fomentar a formação e treinamento de novos profissionais para que possam atuar com excelência em Pediatria. Os residentes têm a oportunidade de acompanhar o dia a dia de um hospital pediátrico, referência nacional na área que é o Sabará Hospital Infantil. Além de estarem em contato com pesquisadores e profissionais de excelência em saúde infantil. Cronograma do edital 2022 O edital de residência médica do HIS foi lançado no dia 27 de agosto, e as principais datas do certame você confere logo abaixo: Inscrições: 8 de setembro a 31 de outubroTaxa de inscrição: R$ 600Prova Objetiva: 7 de novembro de 2021Divulgação do Gabarito Preliminar: 7 de novembro de 2021Recurso contra o Gabarito: 9 de novembro de 2021Resultado definitivo das Provas Objetivas: 16 de novembro de 2021Análise curricular + entrevista: 2 e 3 de dezembro de 2021Resultado Final: 17 de janeiro de 2022 eMatrículas dos residentes: 2,3 e 4 de fevereiro de 2022 As inscrições devem ser realizadas através do site da Edudata.com.br. Processo seletivo da Residência Médica do Sabará Hospital Infantil A seleção obedecerá à Resolução CNRM nº 02/2015, observando-se o peso de 90% da nota da prova objetiva e 10% da nota referente à Entrevista e Arguição de currículo, para todos os Programas. Fase 1 A prova objetiva será aplicada em 07 de novembro de 2021, das 13h às 16h (Duração 3 horas), respeitando-se

Residência Médica do Instituto de Gastroenterologia de São Paulo (IGESP)

Saiu o edital de residência médica do Instituto de Gastroenterologia de São Paulo (IGESP)!!! Com mais de 10 anos de experiência em programas de treinamentos médicos, o IGESP iniciou em 2020 os programas de Residência Médica, credenciados pelo MEC e compostos por atividades práticas e teóricas, sob a preceptoria de profissionais médicos de elevada qualificação. Atualmente, o hospital conta com uma infraestrutura moderna e eficiente voltada para o atendimento de alta complexidade. Composta por oito salas cirúrgicas, 67 leitos de UTI adulto preparados para pacientes que exigem grau máximo de atenção e um total de 153 leitos de internação. O IGESP oferece vagas para as especialidades de clínica médica, nutrologia, cardiologia, cirurgia geral e anestesiologia. Cronograma do edital 2022 O edital de residência médica do ICDF foi lançado no dia 5 de Setembro, e as principais datas do certame você confere logo abaixo: Inscrições: 20/09 a 26/12 de 2021Taxa de inscrição: R$ 500Prova Objetiva: 08/01/2022Divulgação do Gabarito Preliminar: 08/01/2022Recurso contra o Gabarito: 09 e 10/01/2022Resultado dos Recursos contra o Gabarito: 16/01/2022Resultado das Provas Objetivas: 17/01/2022Análise curricular + entrevista: 27/01/2022Resultado Final: 09/02/2022 eMatrículas dos residentes (1° chamada): 17 e 18/02/2022 As inscrições devem ser realizadas através do site da Consep. Processo seletivo da Residência Médica do Instituto de Gastroenterologia de São Paulo O processo seletivo da prova de residência médica do IGESP é realizado em 2 etapas: prova escrita e análise do currículo + entrevista. 1ª FASE do Concurso: a organização, aplicação e correção da será de responsabilidade da CONSESP –Concursos, Residências Médicas, Avaliações e Pesquisas Ltda. 2ª FASE: a organização, aplicação e correção será

Tem como dar plantão e estudar para a prova de residência?

Estudar para prova de residência é uma atividade árdua. Especialmente quando a rotina como médico é muito corrida. Para quem passa muito tempo dando plantão, ter um planejamento diário vai ser essencial. Aprender técnicas de memorização também serão grandes aliados para conciliar bem o tempo de trabalho e o de estudo. Quer ter sucesso na prova mesmo sem muito tempo livre? O primeiro passo é organizar seus horários de estudo e de trabalho. Na hora deste mapeamento, vale também ficar atento (a) aos pequenos intervalos de tempo subutilizados. Por exemplo, o intervalo entre os pacientes quando o plantão está tranquilo. O momento em que aguarda a hora da visita na enfermaria. Anote todo o tempo livre que você tem durante a semana. Depois, crie uma meta de estudo. Tipo: vamos supor que você tem 3 horas por dia livre. Desse total, tire pelo menos duas para estudar todos os dias. Além de definir o tempo, é importante que você saiba qual material você tem mais afinidade para estudar. Lendo apostilas, assistindo aulas, fazendo resumo, resolvendo questão e lendo comentário, etc. Ao saber seu tempo de estudo e qual material prefere, você consegue criar um esquema próprio de estudo. É super interessante que você combine materiais de estudo. Ter um dia para ler apostilas ou ver vídeos curtos e outro para resolver questão. Você percebeu que ficou uma hora “sobrando” no exemplo anterior? Esse tempo é para que você faça algo que goste, que se sinta bem. Ter momentos de descanso e/ou lazer (mesmo que pequenos) vai te ajudar a se manter motivado. Além disso, nem só de trabalho e estudo deve viver o indivíduo.

Exame obrigatório para exercer medicina: 85% da população no Brasil apoia, diz CFM | Especialistas

85% da população apoia exame obrigatório para exercer medicina no Brasil, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha, a pedido do Conselho Federal de Medicina (CFM). O Instituto Datafolha indica que 88% dos entrevistados entendem que alunos reprovados em um exame de ­fim de curso, além de não receber o diploma, deveriam ser orientados a participar de aulas e outras atividades de reforço, permitindo-lhes se submeter às provas até que vençam essa etapa. “No Brasil, o total de escolas médicas quase triplicou em 18 anos. Esse número pulou de 126 estabelecimentos, em 2002, para os atuais 342. Isso trouxe um cenário preocupante para o processo de formação de futuros profissionais. A falta de infraestrutura, de professores qualificados e, em alguns casos, de um projeto acadêmico sólido tem comprometido o desempenho dos jovens médicos. A população tem percebido esses impactos, até mesmo porque assumiu uma posição de maior autonomia no relacionamento com os médicos que a assistem: ela sente dificuldades em estabelecer elos de confiança, do ponto de vista técnico e clínico, com a nova geração de pro­fissionais.” Diz o editorial do jornal do conselho federal de medicina. Não é nova a discussão que fala sobre ter um exame obrigatório para exercer medicina no país (uma espécie de exame de OAB dos médicos). Alguns conselhos regionais já tem o exame, inclusive com índices de “aprovação” baixos. O Cremesp pioneiro no tema teve em 2018 índice de 61%. Outros conselhos como CREMGO e CEMERO tem também avançado  no tema. porém sem repercussão sobre o exercício da medicina. O tema é complexo pois mexe com questões como: “De quem é a responsabilidade em formar bons médicos? Do estudante ou da faculdade?” “O
Filtrar conteúdos
Filtrar conteúdos
Áreas
Ciclos da medicina